fbpx
19.5 C
São Paulo
sexta-feira, 03 dezembro 2021
HomeNotíciaConheça o "Elas Periféricas"

Conheça o “Elas Periféricas”

Conheça o projeto "Elas Periféricas", que visa incentivar com suporte técnico, mentoria e apoio financeiro 60 organizações lideradas por mulheres negras.

Antes de mais nada, vamos ressaltar que garantir a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça é um dever do Estado. Está na Constituição. No entanto, sabemos das falhas do Estado na garantia destes direitos, principalmente quando se trata dessa garantia para a população negra. Por isso, ressaltamos o trabalho do projeto “Elas Periféricas”, que abre edital para apoiar o trabalho de mulheres negras em organizações sem fins lucrativos e associações nas periferias.

Margem Visual – Performance Periférica na Rede: Festival acontecerá pela internet

Elas Periféricas

Em sua 3ª edição, o projeto “Elas Periféricas”, da Fundação Tides Setubal e em parceria com o TikTok, tem como objetivo dar suporte à potência das lideranças femininas negras, com um incentivo financeiro de até 20 mil reais.

Como sabemos que muitas vezes a liderança feminina negra acontece mais por necessidade do que por vontade, há situações em que apenas um apoio financeiro não é suficiente. Por isso, o edital também conta com suporte técnico e uma mentoria com especialistas nos campos de atuação das iniciativas.

De acordo com a divulgação do projeto, “o valor a ser repassado virá do TikTok e da campanha #SouDona, embalada pelo hit Dona de Mim, de IZA”. Também há participações das cantoras Marvvila, Urias, Majur, Mariah Nala, Lauana Prado e Negra Li na versão repaginada para a iniciativa. As artistas doaram o cachê para esta nova edição do Edital Elas Periféricas.

Além de incentivo financeiro, o projeto “Elas Periféricas” também oferecerá suporte técnico e mentoria às instituições selecionadas para o programa. As inscrições vão até 7 de abril. (Foto: Nappy)

Como participar?

As inscrições já começaram e vão até o dia 7 de abril por aqui. O projeto deve beneficiar cerca de 60 instituições com mulheres negras como líderes ou cofundadoras

Outro ponto importante a ser destacado é que o projeto beneficiará os projetos que trabalhem para melhorar as condições de desenvolvimento das periferias desde que também tenham origem nas periferias. Afinal, quem melhor do que os próprios residentes para tratar de assuntos de suas vizinhanças?!

Para ser elegível, a instituição não precisa ser formal, mas deve respeitar a quatro requisitos:

  • Ter mulheres negras cofundadoras ou líderes ativas em seu quadro de integrantes
  • Ter origem e atuação em periferias urbanas ou contextos periféricos urbanos
  • Não ter finalidade lucrativa
  • Ser uma organização ou coletivo diretamente administrada pela(s) proponente(s)

    Se interessou? Não perca as datas de inscrição do formulário!

    Conhece alguém que se encaixa no perfil? Compartilhe!

Compartilhe

Thais Senahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES