Cinema, Me Representa

Bola 8 – Cineastas negros criam um genial canal na Internet


1497099_992471520844224_826974927026610389_n

Quando achamos que tudo está perdido para o Audiovisual, feito por pessoas negras, eis que temos a grata surpresa de nos depararmos com o primeiro vídeo de uma turma, que teve uma ideia genial e super original. Sou do audiovisual e já trabalhei como diretor de diversos conteúdos, ou como produtor de outros tantos. A pergunta que sempre me fiz em um set de filmagem, com até 250 pessoas trabalhando, se refere ao fato de não termos negros. A não ser os caras que ficam descarregando caminhões de ferragens ou fazendo trabalhos braçais. Eu, particularmente, nunca vi diretores, produtores, assistentes, diretor de fotografia, etc. Estou falando dos sets que já trabalhei. Claro que temos Joel Zito Araújo, Luiz Antonio Pilar e Jeferson De. Infelizmente, ainda não estive em um set com eles. Mas, é um átomo no universo que é o audiovisual.

Voltando ao canal Bola 8, não falarei exatamente do que se trata para não dar spoiler do formato. É interessante descobrir do que se trata ao longo do processo, enquanto assiste o vídeo. Há uma pequena confusão na mente enquanto assistimos. Procurei buscar na memória algumas coisas que justificassem o que o ator está dizendo. Mas, temos a grata surpresa de chegarmos a conclusão de que se trata de uma das melhores formas de protesto que já vi. Temos mini bugs no cérebro enquanto vemos o filme, alguma coisa está fora do lugar. Se essa era a intenção do grupo, pode crer que conseguiram. Há muito tempo eu não via um conteúdo tão interessante e bem bolado. Tapa de luva de veludo. Esse primeiro episódio está incrível com o brilhante e querido ator, Eduardo Silva. O grupo já acerta na mosca em seu primeiro vídeo, convidando um ator de primeira grandeza para estrelar a estreia.

O roteiro do filme é de Rogerio Ba-Senga, produção de Issis Valenzuela, Thiago Domingos é responsável pelo som, edição e arte de Sil Elis e a competente direção e fotografia de New Costa. Um grupo pequeno, mas muito competente e com tarefas bem distribuídas.

O conteúdo está impecável e a composição de cenário com o figurino do ator é um charme a parte, casa muito bem. O filme tem uma atmosfera intimista, parece que estamos sentados em um bar e batendo papo com o ator, ouvindo seus causos e histórias de vida.

Claro que os espectadores verão semelhanças com um, nem tão antigo, quadro do Fantástico “O Que Vi da Vida”. Porém, qualquer semelhança NÃO é mera coincidência, e pela melhor razão possível.

O filme tem ótima qualidade de imagem e eles não cometem o erro mais fácil de se cometer em uma estreia, ou mesmo em conteúdos já calejados no audiovisual, que é com o som. Geralmente o som é deficiente. Para quem é do audiovisual sabe que o cuidado com a qualidade do som deve ser a mesma que se tem com a imagem, ou maior. Infelizmente, nem sempre isso acontece. Mas nesse caso, o áudio foi muito bem captado e a trilha sonora joga o espectador para dentro do filme, consegue fazer bem a conexão do expectador com o conteúdo. Impossível não prestar atenção.

O filme, é um monólogo que conta a história de uma ator de sucesso que…

Assiste o vídeo aí

Coragem povo preto, nem tudo está perdido. Precisamos mais disso.

Vida longa ao canal Bola 8!

Ps. Não esqueça de se inscrever no canal da rapaziada

 

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Redação TNM
Load More In Cinema

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Rihanna lança coleção em apoio à conscientização sobre o câncer de mama

Outubro é o mês de combate e conscientização ...

Facebook

Newsletter