fbpx
19.5 C
São Paulo
terça-feira, 07 dezembro 2021
HomeNotíciaRoda Viva traz Emicida como convidado nesta segunda-feira (27)

Roda Viva traz Emicida como convidado nesta segunda-feira (27)

Provando que realmente, “pra quem já mordeu um cachorro por comida, até que eu cheguei longe”, Emicida é o convidado do programa Roda Vida, um dos mais tracionais da televisão brasileira

“E jamais volte pra sua quebrada de mãos e mente vazia …” O trecho de uma das músicas mais conhecidas do rapper Emicida se tornou muito mais que uma canção, é um mantra para milhares de pessoas que ainda batalham por um sonho ou por uma realidade mais digna. De origem humilde, o rapper paulistano conquistou uma legião de fãs e se tornou a grande revelação do hip hop brasileiro dos anos 2000. As letras escritas por ele têm um compromisso com a realidade da periferia, além de incentivar os jovens. Cada música traz uma carga grandiosa de referências culturais. Emicida é didático, é quase educador e nesta segunda feira, dia 27, ele é o convidado do programa Roda Viva da TV Cultura.

Charlize Theron quer Rihanna em The Old Guard 2

O Roda Viva é um dos programas de debates mais respeitados e tradicionais da televisão brasileira, transmitido pela TV Cultura às 22 horas e atualmente é apresentado pela jornalista Vera Magalhães. Por muitos anos os convidados refletiam a elite nacional, porém as mudanças sociais criam um novo padrão de conteúdo para o debate. Há um mês o advogado, filósofo, professor universitário e escritor, Silvio Luiz de Almeida, esteve presente para falar sobre a questão racial no Brasil e no mundo. Agora, com a participação do Emicida, talvez será possível assistir uma entrevista com um homem negro que seja pautada apenas no racismo. A bancada de entrevistadores terá a presença do editor-chefe do Alma Preta Jornalismo, Pedro Borges e alguns dos temas abordados serão o trabalho do rapper na música e na poesia, a sua influência sobre os jovens e seu posicionamento como artista.

Do começo de sua carreira até agora Emicida mantém o seu estilo, porém sempre evoluindo e imergindo em outros projetos para enriquecer cada vez mais a cultura brasileira. Depois de uma pausa de quatro anos, em 2019 o cantor lançou o álbum Amarelo, que recebeu inúmeras críticas positivas. Composto por 11 faixas e vários convidados, que vão de Zeca Pagodinho até o comediante Thiago Ventura e o pastor Henrique Vieira, a obra é como um respiro de alívio cheio de inspiração e ideias. O projeto de construção rendeu um podcast e uma série de vídeos com o título AmarElo Prisma. Não podemos esquecer que a música carro-chefe, que leva o mesmo nome do álbum, é uma releitura da canção Sujeito de Sorte, escrita e cantada por Belchior. A obra de Emicida, em todos os seus álbuns, resinifica uma história, seja ela boa ou ruim, por ser inteligente e ao mesmo tempo fácil de entender. As músicas do rapper atraem jovens, que se sentem representados, ouvidos, influenciados e compreendidos. Podemos esperar um debate inteligente sobre causas importantes e com uma linguagem mais universal. Afinal, Emicida escreve, canta, produz para o povo, para a rua e segue fazendo história e ocupando espaços.

É possível acompanhar a sabatina pelo canal da TV Cultura, pelo site da TV Cultura, ou então por qualquer rede social como Facebook, Instagram e Youtube.

Compartilhe

Maria Angélicahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Tenho 22 anos, sou nascida e criada no litoral, caiçara com muito orgulho. Além disso, também sou formada em Comunicação Social - Jornalismo. Sempre me encantei com o poder das palavras e por isso sinto que o jornalismo me escolheu, durante a minha breve trajetória profissional tive a oportunidade de contar histórias lindas e é o que pretendo continuar fazendo.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES