fbpx
19.5 C
São Paulo
quinta-feira, 27 janeiro 2022
HomeTeatro'Mamáfrika' tem temporada virtual entre 4 e 27 de junho

‘Mamáfrika’ tem temporada virtual entre 4 e 27 de junho

Livremente inspirada em situações reais, narrativas ancestrais, cotidianas e simbólicas do elenco, MamÁfrika é um drama familiar no qual as personagens representam arquétipos de pessoas comuns, com singulares instigantes, atravessadas por questões crônicas ligadas a raça, classe e gênero, em um cenário diaspórico e periférico, no Rio de Janeiro.

Dêssa Souza apresenta “Camadas”

“Eu não vou falar muito disso, não, porque eu lembro pouco. Mas, eu lembro de ver tudo o que era verde ficar seco, tudo o que era molhado ficar seco, tudo o que era azul ficar marrom, tudo o que tinha cor, tinha brilho, ficar pálido. A seca chega e seca tudo. Seca o coração do pai que quer levar comida pra casa e sangra a alma da mãe que quer botar comida na mesa. A seca chega pra todo mundo. Mais cedo ou mais tarde, dá secura na alma de quem não pica mula para outro lugar.” – MamÁ

A peça, exibida em formato virtual, propõe um olhar sensível, atento, uma reflexão sobre alguns dilemas vivenciados por parte das pessoas pretas no Brasil. A partir da tradução audiovisual de cenas e gestos que trazem memórias afetivas, ancestrais, MamÁfrika também faz um recorte sobre os impactos subjetivos e econômicos de uma geração que migrou da região Nordeste para o Sudeste em busca de melhores condições de vida e de uma outra, descendente da anterior, a geração que teve acesso às políticas públicas voltadas para a educação e a cultura, e, de forma frustrada, não consegue se inserir no contexto formal do mercado de trabalho.

A obra artística retrata lutos, padrões sociais excludentes e a sangrenta e multifacetada batalha diária da comunidade negra pela sobrevivência e existência com plenitude, o matriarcado como dinâmica familiar predominante neste contexto. Esses aspectos são trazidos para as cenas com presença, pertencimento, embasados em alguns aspectos civilizatórios afro-brasileiros (Azoilda Trindade) como a energia vital, a corporeidade, a circularidade e a oralidade. Espiritualidade, ritual. Alguns ciclos se rompem, e outros se repetem, Oroboros. Tempo, Iroko.

Após as 12 sessões, o espetáculo contará com uma conversa mediada por parte da equipe MamÁfrika e convidados, em live, no dia 08/06, no perfil do SESC Rio – Instagram. Confira a sinopse:

MamÁfrika trata de um drama familiar vivido por uma mãe e dois filhos. Esta família – tradicional brasileira – tentou ascender socialmente, investindo na educação do filho mais novo, Odé, mas viu seu projeto frustrado quando ele não consegue se inserir no mercado de trabalho e decide voltar para a casa da família.

Compartilhe

Vinícius Gonçalves
Geminiano, viciado em tecnologia, filmes de terror e cinema.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES