fbpx
19.5 C
São Paulo
segunda-feira, 29 novembro 2021
HomeNotíciaCom 'Circles', Trey Songz mostra a importância do amor preto

Com ‘Circles’, Trey Songz mostra a importância do amor preto

Vídeo mostra três casais em diferentes idades e algumas das situações cotidianas de relacionamentos.

O cantor, compositor e ator Trey Songz tem se mantido ativo durante a quarentena: apoiou e deu notoriedade ao movimento Black Lives Matter, se juntou e pediu para que outros artistas também se juntassem a movimentos que dessem suporte financeiro às suas cidades e lançou uma música chamada 2020 Riots: How Many Times após o assassinato de George Floyd.

Fenty Beauty começará a ser vendida no Brasil

Agora, ele lança o clipe da música Circles, que mostra três casais em idades diferentes e seus dilemas amorosos.

O clipe começa com três definições de amor preto:

  1. Um sentimento intenso de afeição e conexão espiritual entre aqueles ricos em melanina, que descendem da mãe terra;
  2. Uma experiência subrepresentada, perpetuada por uma falsa imagem da negritude na sociedade;
  3. Um ato de resistência.

No vídeo, Songz mostra os casais em momentos românticos, de amor e prazer em que eles riem juntos, em plena luz do dia, no parque, no carro, felizes. Em outras cenas, os casais também aparecem brigando e passando por protestos do movimento Black Lives Matter. Este cenário é interrompido quando o casal mais novo está dentro do carro, que está estacionado, quando é abordado por um policial.

Neste momento, a briga deixa de ser tão importante e ambos dão as mãos, já indicando que esta é uma experiência que só um amor preto pode compartilhar. Mas que fique claro (ou escuro?) que compartilhar violência não é o único contexto para um romance com melanina: há muito afeto e carinho ao longo de todo o vídeo.

Como se a produção em si não fosse suficiente, ao divulgar o vídeo nas redes sociais, um usuário comentou: “Por que o amor preto é diferente do amor branco? Amor é amor.”

O cantor prontamente respondeu: “Famílias foram dilaceradas de propósito. Mães foram estupradas, homens foram levados de suas casas. Os Estados Unidos sempre quis a família preta separada por causa da força que temos quando somos uma família. Chegam ao ponto de dizer que pais pretos não existem e que o amor preto não existe. Então me perdoe enquanto eu mostro amor preto e não todo tipo de amor.”

Confira o vídeo aqui:

Compartilhe

Thais Senahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES