fbpx
19.5 C
São Paulo
domingo, 22 maio 2022
HomeArteArtesãs selecionadas pelo 'Mãos Empoderadas' dão início ao programa de aprendizagem na...

Artesãs selecionadas pelo ‘Mãos Empoderadas’ dão início ao programa de aprendizagem na Casa de Cultura do Itaim

Com inscrições abertas no mês de fevereiro para a seleção de artesãs dispostas a participar do programa de três meses voltado ao empoderamento feminino, na Zona Leste da capital, o Mãos Empoderadas recebeu ao todo 150 inscrições de mulheres das quais 40 foram selecionadas. Após os encontros iniciais de mapeamento coletivo das necessidades entre as inscritas e as empreendedoras Veronica Naka e Gabriela Lustosa, também artesãs, conclui-se que a principal necessidade do grupo era atingir o público consumidor com a venda de seus produtos.

‘Moça Prosa’ celebra 10 anos com evento gratuito

O Mãos Empoderadas inicia as atividades em 02 de maio e vai centrar esforços no fortalecimento dos meios de comercialização dos produtos, desde a elaboração de plano de negócios; precificação de produtos; apresentação e identificação de suas peças; e, vendas on-line, considerando também a importância da sustentabilidade na criação de novos produtos.

“Estamos apostando no fortalecimento da união e na formação de uma rede de apoio entre elas”, diz Roberto Rosa, ator-idealizador do projeto.

Concebido na Estima Cultural, produtora voltada ao desenvolvimento e gestão de programas socioculturais acessíveis e de qualidade, a 1ª edição do “Mãos Empoderadas” será desenvolvida em São Paulo, Casa de Cultura do Itaim Paulista, Zona Leste da capital, com e para mulheres artesãs que pretendem fazer de suas produções fonte de trabalho e de renda. Segundo dados do IBGE, com a ascensão da economia criativa o artesanato brasileiro se fortaleceu e alcançou legitimidade como expressão cultural e identitária de diversos grupos nas duas últimas décadas. No Brasil, o artesanato é responsável por movimentar mais de R$50 bilhões por ano, sendo responsável pela renda de cerca de 10 milhões de pessoas.

A valorização do feito à mão, dos saberes e ofícios particulares e a exploração de seus potenciais criativos por meio do aprendizado proporcionam a recuperação da autoestima, o encorajamento à autonomia de decisões em diversas instâncias.

Mãos Empoderadas pretende proporcionar às mulheres melhores condições de trabalho e de vida por meio de aperfeiçoamento de suas produções ao mesmo tempo que trabalha coletivamente conceitos como a de união, escuta, empatia e o olhar afetuoso para a outra na conquista do autoconhecimento, da autoestima e independência. O projeto tem alicerce no desenvolvimento de três eixos: técnicas artesanais; identidades visuais, marketing digital, vendas online; e abordagem terapêutica.

“Queremos tratar o empoderamento feminino sob dois importantes aspectos: o sentimento de solidariedade entre as mulheres e a independência financeira a partir da profissionalização de seus ramos de atividade criando uma liberdade pessoal e profissional. Juntos criam território para estabelecer laços profundos e sentimentos de empatia de modo a derrubar a máxima histórica e culturalmente estabelecida sobre a rivalidade inerente às mulheres, ideia que acaba sendo um instrumento de desunião utilizado pelo patriarcado”, diz Roberto Rosa, idealizador do projeto.

Através de encontros e atividades ao longo de três meses, as mulheres inscritas vão aprender por meio de oficinas e espaços de diálogo as etapas para estruturar um negócio desde a criação à colocação nas plataformas de e-commerce. Além disso, a conclusão do Mãos Empoderadas prevê a produção de um documentário, uma exposição fotográfica e a feira das artesãs.

Compartilhe

Vinícius Gonçalves
Geminiano, viciado em tecnologia, filmes de terror e cinema.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES