fbpx
19.5 C
São Paulo
domingo, 15 maio 2022
HomeModaAfropaty: o conceito é antigo, mas segue ganhando nome e fama

Afropaty: o conceito é antigo, mas segue ganhando nome e fama

Você provavelmente já ouviu o termo “Afropaty” ou “Preta Patrícia” na internet, mas a ideia já é antiga

Basicamente, uma “Afropaty” é uma mulher negra com estilo de patricinha. Muitas das nossas referências neste quesito eram de jovens brancas, remetendo à imagem da Barbie, um ícone mundial. Mas já vimos algumas “Pretas Patrícias” nas telinhas. As duas mais famosas são Hilary Banks, da série “Um Maluco no Pedaço” e Dionne Davenport, do famoso filme “As Patricinhas de Beverly Hills”.

Porém o conceito pode ir além e, para muitas mulheres, representa a tão sonhada ascensão social. Outro ponto é ter essa diversidade de estilos, que nunca seria questionada na comunidade branca. Antigamente, mesmo quando as produções americanas apresentaram esse conceito, com as personagens citadas, tudo era muito superficial. Dionne, por exemplo, poderia ter tido muito mais destaque com o seu carisma e beleza ou quem até um pouco mais de sua história.

O movimento em si e a definição podem parecer fúteis comparados com as lutas diárias, mas também trazem uma reflexão: “Mulheres pretas não podem ostentar?”. Uma pesquisa feito pelo Instituto Locomotiva, em 2019, mostrou que as mulheres negras movimentam cerca de R$ 704 bilhões por ano no Brasil.

Outro fato é que a busca por produtos de beleza aumentou e se diversificou com a revolução do cabelo natural, uso de laces, tranças e outros acessórios. E por que não ser confiante com seu estilo? A afropaty pode ser só alguém conquistando a própria independência e mostrando que merece mais.

O cabelo é uma expressão da identidade

Afropaty na atualidade

Com o tempo, os exemplos também aumentaram, acho que um dos maiores ícones é a cantora Rihanna, que em 2017 inovou lançando a marca de maquiagem Fenty Beauty, com tons certos para diferentes tipos de peles negras. E a lista só cresce, tem nomes como: Beyoncé, Lizzo, Ludmilla, Camilla de Lucas, Iza e por aí vai.

As afropaty da atualidade
As afropaty da atualidade | Foto: Reprodução

Até mesmo Brunna Gonçalves, bailarina, atual participante do BBB2, ganhou o apelido de Afropaty no Twitter, graças ao seu estilo e vaidade.

“A indústria da moda deveria começar a se comprometer por 5 ou 10 anos com designers negros” e outras formas de ser mais inclusiva

O termo pegou tão bem que a cantora MC Tay, lançou, há dois anos, a música Preta Patrícia, mostrando que as menina do funk, do rap e do hip hop também podem ser afropaty.

“Só porque eu sou braba
E também sou a mais linda
Eles ficam de cara
Com a minha marra de Patrícia
Ih é!
Preta Patrícia
Vai ter que aturar essa minha pinta de artista
.

Inclusive, não podemos deixar de falar das gêmeas Tasha & Tracie, ambas começaram suas carreiras como It girls da quebrada, esbanjando estilo e carisma, deram o nome a um conceito até então no mínimo não disseminado e hoje provam que podem ser o que bem entenderem.

Compartilhe

Maria Angélicahttps://todosnegrosdomundo.com.br
Tenho 22 anos, sou nascida e criada no litoral, caiçara com muito orgulho. Além disso, também sou formada em Comunicação Social - Jornalismo. Sempre me encantei com o poder das palavras e por isso sinto que o jornalismo me escolheu, durante a minha breve trajetória profissional tive a oportunidade de contar histórias lindas e é o que pretendo continuar fazendo.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES