fbpx
19.5 C
São Paulo
quarta-feira, 08 dezembro 2021
HomeNotícia50 cent: uma carreira além da música

50 cent: uma carreira além da música

50 Cent fala sobre seus hábitos caseiros, sua carreira e o legado que quer construir para o filho.

Como defini-lo? James Jackson III, mais conhecido como 50 Cent, é rapper, compositor, produtor, ator, além de estar à frente das empresas G-Unit Records, G-Unit Brands, G-Unit Clothing Company, G-Unity Foundations Inc., SMS Promotions, Power e mais recentemente Sire, dedicada a seu filho de 7 anos.

Halle Bailey confirma que está gravando a trilha sonora do live action de ‘A Pequena Sereia’

Em entrevista a Haute Living, ele diz que sempre foi determinado e acredita ser este o seu estilo de vida. No início deste ano, 50 Cent finalmente recebeu uma estrela na calçada da fama. No vídeo de celebração, ele parece ter ficado bastante emocionado. No entanto, durante a entrevista, ele diz que na verdade não havia preparado um discurso e achou que chorar o daria algum tempo para pensar em algo.

Detalhista, 50 Cent gosta de mergulhar em tudo o que cria e diz só se envolver com o que realmente o move. Isso vale desde a série Power, em que o empresário atua e produz, até sua mais nova marca de bebidas finas.

A série, que teve sua estreia em 2014, é vagamente baseada na vida de 50 Cent e conta a história de um traficante que deseja sair do crime para se tornar um homem de negócios de modo legítimo. Desde então, a produção já ganhou quatro spin-offs. Ele conta que teria feito uma escolha diferente em relação à ordem dos spin-offs, mas respeita a decisão da criadora e escritora afro-americana Courtney Kemp: “Ninguém entende Power como ela.”

Já na trilha sonora, a escolha é dele: “Garantir que as canções temáticas sejam musicalmente boas é importante para mim. A canção de Power (Big Rich Town) foi uma das melhores canções temáticas que eu já ouvi. Claro que não fui nomeado [a nada] por ela, mas vendeu milhões de cópias. Me mostre outra música temática que as pessoas realmente queiram comprar. Minha carreira foi assim. Conquistas e elogios. Consegui conquistar aquilo que eu queria conquistar, mas não recebi troféus para acompanhar e eles não me dão troféus porque senão as crianças iam querer ser como o 50 Cent.” Em seu vídeo no evento da calçada da fama, ele fala sobre o fato de seu álbum ser uma grande referência para o hip-hop, mas ter perdido um prêmio para o Evanescence e brinca “Onde está a p**** do Evanescence agora?”

Em sua nova empreitada, 50 Cent quer construir um legado: “Estou tentando alcançar riqueza geracional para o meu pequeno”. A empresa já tem o nome do seu filho mais novo e é uma marca de bebidas finas, das quais o empresário selecionou parceiros ao redor do mundo e participou até do design das garrafas. Seu desejo é que seu filho também participe ativamente dos negócios: “Ele tem que saber o que está acontecendo desde o começo e ficar tipo ‘Eu estou comandando essa empresa desde os seis anos.’”

50 Cent também falou sobre a festa surpresa que recebeu no meio da pandemia de sua namorada, com quem está há 1 ano, e que é uma pessoa caseira: “Se pudesse, pularia todas essas m*****, esses eventos, se não tivesse que ir nessas p*****. Eu fico tipo ‘tanto faz’. Mas prefiro muito ficar em casa.”

Compartilhe

Thais Senahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES