fbpx
19.5 C
São Paulo
segunda-feira, 29 novembro 2021
HomeAgenda"Yabá - Mulheres Negras": atrizes falam sobre o espetáculo

“Yabá – Mulheres Negras”: atrizes falam sobre o espetáculo

O TNM conversou com três atrizes do espetáculo que falaram sobre a importância dele para a sociedade

Elenco do espetáculo “Yabá – Mulheres negras”. (Foto: Natália dos Anjos/Duetto)

A partir desta quinta-feira (12) o Teatro Firjan Sesi será palco do espetáculo “Yabá – Mulheres Negras”, uma obra que discute uma série de temas relacionados às mulheres negras como a ancestralidade feminina e a solidão da mulher negra.

O espetáculo foi idealizado por Rodrigo França e tem direção de Luiza Loroza. No palco, 10 mulheres negras dão vidas a personagens com várias nuances que, apesar de diferentes, possuem pontos em comum. O TNM entrevistou três atrizes e elas contam por que o público deve assistir o documentário, confira:

Polly Marinho

Polly Marinho (Foto: Natália dos Anjos/Duetto)

Hoje em dia se fala muito sobre dar a voz, mas na verdade nunca nos deram nada. Todo mundo tem a sua própria voz, cabe ao outro dar ouvidos. Agora cabe à sociedade nos ouvir.

Luellem de Castro

Luellem de Castro (Foto: Natália dos Anjos/Duetto)

Dentre tantas coisas legais, o que mais me salta aos olhos é o fato de serem mulheres pretas falando de si mesmas pelos seus pontos de vista. Acho importante ouvir as narrativas, com certeza vai gerar identificação e empatia, mas pra além da importância política, é um espetáculo emocionante. Quem assistir vai lembrar com carinho. 

Gabi Loran 

Luellem de Castro (esquerda) e Gabi Loran (direita) contracenam no espetáculo “Yabá – Mulheres Negras”. (Foto: Natália dos Anjos/Duetto)

TNM: Qual a importância do espetáculo para a sociedade contemporânea?

Gabi Loran: Sem dúvida é um espetáculo que trás à tona o poder e força que nós mulheres negras cis e trans temos em nossos corpos. Mostramos também que nós, mulheres negras, não precisamos ser fortes o tempo todo, assim como a sociedade espera de nós. Somos negras e temos nossas especificidades. E isso é rico. 

Somos 10 mulheres negras num palco, com uma equipe de produção e artistas composta por pessoas negras cis e trans. O mundo precisa nos ver. Pois, somos sim, capazes de ocupar todos os espaços, até mesmo o que são ditos que não são nossos. Somos arte, cultura, ancestralidade, vida, história, amor…. Nós somos!

Compartilhe

- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES