fbpx
19.5 C
São Paulo
domingo, 22 maio 2022
HomeArteUANA aposta no pop com tempero dançante em "Vidro Fumê"

UANA aposta no pop com tempero dançante em “Vidro Fumê”

Novo EP da cantora pernambucana chegou nas plataformas de streaming no dia 14 de abril junto com um clipe.

Cantora que soube mais do que ninguém se reinventar antes, durante e depois da pandemia, UANA traz em “Vidro Fumê”, seu mais novo trabalho, uma mescla de influências pop com o trap, R&B e bregafunk. Após testar sons e batidas dançantes ao longo do ano passado em clipes e singles, agora a pernambucana traz um EP com três músicas e um clipe com lançamento no dia 14 de abril pela Fábrica Music.

‘O Último Paciente’, livro de Lucilene Manhães, fala sobre superação, fé, amor e homenageia os profissionais da saúde

“Desde o ano passado venho me reinventando musicalmente, fazendo novas parcerias musicais e experimentando dentro do gênero brega, que é um universo com muitas possibilidades, com muita gente criando e renovando o mesmo”, lembra UANA. No EP “Vidro Fumê”, além da faixa-título, estão presentes as músicas “Sonhei com você” e “Entre Quatro Paredes”.

Além de cantar, UANA ajudou a dar uns toques para a produção musical do mesmo com referências múltiplas aos parceiros WR, Marley do Beat e Tom BC ao longo das gravações. “A gente naturalmente entendeu que por mais ‘internacional’ a produção e os plugins possam ser, essa música ia ter a minha cara pelo jeito que cantei, pelo meu sotaque e pelas referências que tenho da música daqui”, comenta a cantora.

É possível enxergar em suas composições o quanto artistas nacionais renegaram esse pop R&B e como agora estão incorporando este estilo junto a influências do brega, do bregafunk, do passinho e de beats mais eletrônicos criando uma mistura que leva o corpo a dançar.

O som de UANA está em sintonia com a musicalidade e o calor que emana das festas nas periferias do Recife, do Rio de Janeiro, de Miami e de outras cidades de ritmo pulsante. “Eu quis fazer um bregafunk romântico e também mais ligeiro porque ele tem uma relação muito forte com a dança e com o Recife. Percebi que estava tudo muito conectado”, explica.

Para quem começou a descobrir o som da cantora a partir deste lançamento certamente nem imagina que a carreira de Uana começou há 11 anos como atriz, percussionista e backing vocal. Já cantou com grandes nomes da cultura popular como Maciel Salú e Adiel Luna, e também fez parte do Afoxé Oyá Tokolê Owó e do Ilê Asè Agajú Okoloyá. E foi com o grupo Sagaranna que ela ganhou o mundo em turnês na Europa.

A partir de 2016, Uana começou a primeira de suas reinvenções artísticas e apostou numa carreira solo. No ano seguinte já começou a trabalhar em “Pantera”, seu álbum de estreia lançado em 2019. Foi com esse disco que ela participou de eventos como o Festival de Inverno de Garanhuns, o No Ar Coquetel Molotov, Guaiamum Treloso Rural e Porto Musical. 

Durante a pandemia, a cantora participou de eventos como Babylon Fica em Casa e o festival Arte como Respiro do Itaú Musical, todos no formato de lives. E com a retomada das atividades pós-pandemia, UANA passou a estar  presente nos palcos de Recife tocando em clubes, shows de rua e ainda na programação do Festival da Juventude no Teatro do Parque. Junto com o Coquetel Molotov, lançou em primeira mão o clipe de “Pirraça” em uma seletiva para a Mostra Play The Movie em setembro de 2021.

Compartilhe

Vinícius Gonçalves
Geminiano, viciado em tecnologia, filmes de terror e cinema.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES