fbpx
19.5 C
São Paulo
quarta-feira, 08 dezembro 2021
HomeEventosTeatro Vivo: Em Casa apresenta "Louca de Amor, Quase Surtada"

Teatro Vivo: Em Casa apresenta “Louca de Amor, Quase Surtada”

O Teatro Vivo: Em casa apresentará Louca de Amor, Quase Surtada hoje (4), às 20h. O espetáculo teve estreia em 2014 e foi criado por Lena Roque. Veja sinopse:

Conheça Sha Sha, ganhadora do prêmio de artista revelação no BET Awards

“LOUCA DE AMOR, QUASE SURTADA”, Melodrama. A história gira em torno de Helena, “quase louca”, que vive buscando o “par ideal”. Nesta busca ela usa todos os artifícios. Depois de muitas frustrações, ela passa a freqüentar as reuniões do MULODAA (Mulheres Loucas de Amor Quase Anônimas), buscando encontrar a si própria. O espetáculo usa e questiona estereótipos/clichês/comportamentos que envolvem a mulher e as coloca refém de um padrão estético de branqueamento.

As inscrições foram liberadas na quinta (2), pelo Instagram @vivo.cultura.

SOBRE LENA ROQUE: Atriz e Diretora de Teatro. Formada em Artes Cênicas pela ECA/USP (1995). Em seus 35 anos de trabalho no teatro atuou sob a direção de Naum Alves de Souza, Renata Melo, Cristiane Paoli-Quito, Roberto Lage, William Pereira, Bruno Barreto, José Rubens Siqueira entre outros. Na TV, fez novelas, seriado e telefilme (Globo, Record, SBT, TV Cultura), além de séries na MTV, HBO e Canal Brasil. No cinema participou dos longas “Domésticas” de Fernando Meirelhes e Nando Olival, “Quanto, Vale ou é Por Quilo?” de Sergio Bianchi, “De Passagem” de Ricardo Elias, “Bom dia Eternidade” de Rogério Moura ,“Todos Nós Cinco Milhões” de Alexandre Mortágua. Escreveu os textos, “Impressões”, “Alto-Falante”, “Autópsia”, e “Louca de Amor, Quase Surtada”. Dirigiu os espetáculos; “Você tem Medo de Quê” de Cristina Mutarelli, “O Caminho Perfeito” de Arabele Hadiffe, “O Diário Íntimo de Lima Barreto” de Ricardo Gonzaga”,  “A Oração” de Arrabal, A Disputa” de”,  “Maurivaux,  “Impressões”, “Louca de Amor, Quase Surtada”, “Alto-Falante” e “Ilu Okan – O Que Minha Vó Contou” de Daiana Moura. Iluminadora, formada pelo CPT-Sesc. Estudou com Yuri Butusov, Sandro Borelli, Renata Melo,Yoshi Oida, Judith Malina, Marilena Ansaldi, Klauss Vianna, Sotigui Koyaté, Kazuo Ono, entre outros. Recebeu o prêmio de melhor atriz pelo filme “Domésticas” no Festival de Cinema de Recife. Atualmente dirige “Bonita Lampião” de Renata Melo (contemplado com a 10º edição Prêmio Zé Renato) e produz e apresenta o Almerindas Podcast, audiodramas sobre literatura negra feminina.

Compartilhe

Vinícius Gonçalves
Geminiano, viciado em tecnologia, filmes de terror e cinema.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES