fbpx
19.5 C
São Paulo
domingo, 22 maio 2022
HomeAgendaSESC SÃO PAULO REALIZA A SEGUNDA EDIÇÃO DA AÇÃO EM REDE "NÓS:...

SESC SÃO PAULO REALIZA A SEGUNDA EDIÇÃO DA AÇÃO EM REDE “NÓS: CRIAÇÃO, TRABALHO E CIDADANIA” ENTRE 18 E 27 DE MARÇO

Entre bate-papos, cursos, feiras e oficinas estão previstas 40 atividades gratuitas em 19 Unidades do Estado de São Paulo que, em conjunto, pretendem contribuir para estimular a economia criativa, a inclusão produtiva, a geração de renda e o desenvolvimento comunitário

Abertura acontece em 18/3 no Sesc Pinheiros com o bate-papo Feiras: diversidade, protagonismo e trabalho em rede, com Adriana Barbosa, Milena Nascimento, Ana Luzia Laporte e Ednusa Ribeiro

Em sua segunda edição – a primeira ocorreu no final de 2019 –, a ação em rede Nós: criação, trabalho e cidadania, realizada pelo Sesc São Paulo, tem, entre seus objetivos, dar destaque a iniciativas que fomentam a inclusão produtiva, a geração de renda e o desenvolvimento comunitário. Em 2022, a programação conta com a participação de 19 Unidades (capital, região metropolitana, interior e litoral), onde serão realizadas 40 atividades, presenciais e on-line, gratuitas, entre 18 e 27 de março.

A iniciativa acontece após uma percepção: a partir de 2020, com a necessidade do isolamento social imposto pela pandemia, empreendimentos e pequenos produtores se depararam com demandas concretas de inclusão e de ampliação de seu repertório digital para não apenas manter contato entre seus pares, mas, também, para seguir com trocas de saberes, criar alternativas de comunicação ou mesmo iniciar a comercialização de seus produtos nas redes sociais. Neste ano, e com o gradativo retorno das ações presenciais, os produtores retomam suas atividades e carregam consigo um conjunto de experiências que fortaleceram o trabalho coletivo e sua readequação à realidade virtual.

Nesse contexto, as atividades integram uma programação da qual participam coletivos de empreendedores de periferias, cooperativas, grupos de consumo, organizações sociais, empreendimentos comunitários e de povos tradicionais, valorizando a inserção produtiva e a diversidade cultural. Presentes na programação das unidades do Sesc ao longo de todo o ano, essas ações se intensificam no Nós: criação, trabalho e cidadania, fortalecendo a troca de experiências, pensamentos e questionamentos que possam, ao circular mais amplamente, se constituir como elementos catalizadores de transformações, construções de conhecimentos e projetos entre os participantes.

Entre rodas de conversa, cursos e oficinas, algumas atividades se destacam. Como o bate-papoFeiras: diversidade, protagonismo e trabalho em rede”, que se realizará em 18/3, no Sesc Pinheiros. Com mediação de Adriana Barbosa, criadora da Feira Preta, contará com as participações da costureira, poetisa e designer Milena Nascimento, empreendedora da Rede Nois por Nois; da cientista social Ana Luzia Laporte, da Feira Agroecológica e Cultural de Mulheres no Butantã; e a administradora Ednusa Ribeiro, do coletivo Meninas Mahin.

Já em relação às feiras, destacam-se duas na capital paulista:uma na Zona Leste e outra na Zona Sul.  No Sesc Itaquera, a atividade se configura como espaço de intercâmbio de produtos, ideias e saberes com base em boas práticas de valorização do trabalho, da inclusão produtiva e sustentabilidade em projetos mantidos pela Associação de Agricultores da Zona Leste, Sítio Recanto Paradiso, Mulheres do GAU, Da Lama Studio, Coletivo Meninas Mahin, Soudpano, Kitanda das Minas, Revitalize, Abelhas Nativas, Herborá, Instituto Agroterra, São Matheus em Movimento e Recicla Beleza Sustentável. O Sesc Campo Limpo recebe a Feira de

Iniciativas Sociais, com 10 expositores de diferentes nichos do mercado de artesanato. Partindo da premissa de incentivar o comércio local, a economia solidária e pequenos negócios, a Unidade se torna palco para expositores, abertos a conversas para contar seus processos de criação e produção.

O Sesc Campo Limpo também é o cenário escolhido para o encerramento da programação com uma intervenção: o desfile da nova coleção de joias da Preta Rainha, ação que mobiliza coletivos artísticos da região.

Protocolos sanitários

.Para ingressar nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo é necessário apresentar comprovante de vacinação contra Covid-19 (físico ou digital) e um documento com foto:

Maiores de 12 anos devem apresentar o comprovante contendo as duas doses ou dose única da vacina

.A partir de 8/2/22, crianças de 5 a 11 anos devem apresentar o comprovante evidenciando UMA dose (conforme calendário do município).

.É obrigatório o uso da máscara cobrindo boca e nariz.

Para atividades com ingresso será necessário apresentar o QR Code na entrada da atividade.

NÓS: CRIAÇÃO, TRABALHO E CIDADANIA EM NÚMEROS

19 Unidades envolvidas, sendo:

9 na Capital e Grande São Paulo

10 – Interior e Litoral

40 atividades, sendo:

  • 12 oficinas
  • 9 feiras
  • 8 cursos
  • 7 rodas de bate-papo
  • 4 intervenções artísticas

Para conferir a programação completa em todas as unidades, acesse www.sescsp.org.br/projetos/nos/

PROGRAMAÇÃO

CAPITAL E GRANDE SÃO PAULO


SESC BELENZINHO

Bate-papo

EMPREENDEDORISMO SUSTENTÁVEL
Uma conversa sobre a trajetória e a experiência de mulheres que criaram novas iniciativas de empreendedorismo com valores sustentáveis: Carolina Franzoia (Garagem de Plantas e Ideias, Manaus) e Andreia Miròn (perfumista, curadora do espaço “O mundo do perfume”, do Catavento, SP). Essas iniciativas enfatizam novas proposições lideradas por mulheres em diferentes segmentos de negócios, tendo como valores a valorização dos biomas brasileiros, o uso responsável de recursos e o empoderamento feminino nos mercados da beleza e paisagismo, tendo como objetivo principal a geração de renda.

Dia 24/3, quinta, das 18h às 18h50

Local: Ação online (Instagram @sescbelenzinho)

SESC CAMPO LIMPO

Feira

FEIRA DE INICIATIVAS SOCIAIS


Reúne diversos empreendedores locais a fim de valorizar o pequeno artesão da periferia da Zona Sul de São Paulo. A partir da atuação dessas iniciativas verifica-se a efetivação do conceito da economia solidária, a prática de saberes diversos e seus impactos positivos na comunidade em que vivem. Com Artes Jão, Morada das Suculentas, As Vieiras, Marcenaria Sustentável HT, Flor do Gueto Brechó, Amô – Aromas Afetivos, Arts da Nina, Bel Prandina, Ateliê Ivonete Fontes, Com Papel – Encadernação Artesanal.


De 19 a 27/3, sábados e domingos, das 11h às 18h

Entrada gratuita

Local: Praça das Corujas

Livre

Aberto ao público, sem retirada de ingressos


Desfile

COLEÇÃO LOGUNEDÉ – DO MISTÉRIO AO ENCANTO

Desfile performático de joalheria artesanal, autoral e ancestral da marca Preta Rainha, criado e dirigido pela multiartista Débora Marçal. Uma imersão lúdica ao universo do orixá Logunedé, definido por Mãe Menininha do Gantois como “Santo menino que velho respeita”.


27/3 – Domingo – 17h às 18h
Grátis
Local: Tenda da Convivência
Público: Livre
Aberto ao público, sem retirada de ingressos


SESC CONSOLAÇÃO

Curso


REINVENTE-SE! TRABALHO E REALIZAÇÃO NA SEGUNDA METADE DA VIDA

Destinado a pessoas com mais de 50 anos que não conseguem recolocação profissional e aposentados em situação de vulnerabilidade econômica que gostariam de retornar ao mercado de trabalho ou abrir um empreendimento coletivo.  O curso apresenta estratégias e metodologias para aprimorar o currículo do participante e prepará-lo para a recolocação no mercado formal ou desenvolver um projeto de empreendedorismo (pessoal ou coletivo). As aulas são em grupo e individuais para aperfeiçoar o projeto de cada participante.  Com Rafael Sanches Neto, 71 anos, consultor especializado em Gestão da Educação Profissional, e Mariam Youssef Dimitri, 61 anos, consultora especializada em Desenvolvimento de Pessoas.

De 10/3 a 5/5, quintas, das 9h às 12h. Exceto dia 21/4.

Local: ação online


SESC INTERLAGOS

Curso

RESPEITA MINHA HISTÓRIA – FORMAÇÃO ESPACIAL, ANCESTRALIDADE E PERTENCIMENTO

A partir da história de cada participante, dos convidados e de pesquisas coletivas serão resgatadas narrativas sobre as memórias populares do território de Parelheiros. Utilizando metodologias de Educomunicação, Cartografia Social e Turismo de Re-existência, o trabalho suscitará que “o sujeito se aproprie da própria palavra” e que, como jovens periféricos, sejam protagonistas nessa reflexão, construindo a própria história do seu território a partir das suas vivências individuais e coletivas. Essa vivência, que terá momentos de saída a campo, trará reflexão sobre pertencimento, ocupação de espaços públicos, acesso, relação entre o rural e urbano, conflitos, migração e periferias, entre outros. Com Arqueperifa, Quilombaque e Quebrada Maps.


De 19/3 a 9/4, sábados, das 14h às 18h

Local: ETA – Espaço de Tecnologias e Artes e ações externas

SESC ITAQUERA

Feira

FEIRA VALORIZA AÇÃO!

Trata-se de um espaço de trocas em que iniciativas sociais, culturais e ambientais da Zona Leste expõem seus projetos, produtos, ideias e saberes. A feira é uma forma de ampliar a visibilidade desses grupos e contribuir com a geração de renda local a partir de fazeres inspirados no território, com base em boas práticas de valorização do trabalho, inclusão produtiva e sustentabilidade. Com Associação de Agricultores da Zona Leste, Sítio Recanto Paradiso, Mulheres do GAU, Da Lama Studio, Coletivo Meninas Mahin, Soudpano, Kitanda das Minas, Revitalize, Abelhas Nativas, Herborá, Instituto Agroterra, São Matheus em Movimento e Recicla Beleza Sustentável.

Dias 26 e 27/3, sábado e domingo, das 10h às 16h

Local: Praça de Eventos

SESC PINHEIROS

ESPECIAL NÓS: CRIAÇÃO, TRABALHO E CIDADANIA

BATE-PAPO

FEIRAS: DIVERSIDADE, PROTAGONISMO E TRABALHO EM REDE

Mesa de abertura com as participações de Milena Nascimento, empreendedora da Rede Nóis por Nóis; Ana Luzia Laporte, da Feira Agroecológica e Cultural de Mulheres no Butantã; e Ednusa Ribeiro, do coletivo Meninas Mahin. Mediação de Adriana Barbosa, criadora da Feira Preta.

Milena Nascimento é costureira, poetisa e designer. Fundadora da MileLab, marca de moda marginal situada no bairro do Grajaú, em São Paulo.

Ana Luzia Laporte é cientista social e estuda Economia Solidária e Educação Popular há mais de dez anos. É uma das fundadoras da Feira Agroecológica e Cultural de Mulheres no Butantã.

Ednusa Ribeiro é administradora, especializada em Gêneros e Etnias pela USP e em Cooperativa e Economia Solidária pela UNIFESP. Fundadora do Coletivo MeninasMahin.

Adriana Barbosa é a idealizadora do Festival Feira Preta, reconhecida como o maior evento de cultura negra da América Latina.

Dia 18/3, sexta, das 17h às 18h30

Local: Sala de Oficinas 2º andar

MOSTRA DE INICIATIVAS

REDE NÓIS POR NÓIS

Rede de economia periférica situado no Grajaú (bairro da Zona Sul de São Paulo) que busca soluções e conexões para o desenvolvimento econômico local com um núcleo de apoio a empreendedores e moradores que buscam desenvolvimento profissional e pessoal.

Dia 18/3, sexta, das 18h30 às 21h30

Local: Praça

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA

UM CANTO DO QUARTO

A partir da obra musicada “Quarto de Despejo” (disco de 1961), Luz Ribeiro relê e revisita as alegrias e amarguras da vida da catadora, escritora e favelada Carolina Maria de Jesus. Usando como norteadores a linguagem da poesia, spokenword e nova roupagem musical, o show “Um Canto do Quarto” narra as proximidades e arestas de mulheres negras brasileiras. Poesias e performance: Luz Ribeiro. Criação Musical: Dani Nega. Execução musical: DJ Lorrany.

Dia 18/3, sexta, das 20h às 21h

Local: Praça

OFICINA

BRINQUEDO DE PANO

Nesta oficina, voltada para o público infantil, os participantes são convidados a produzir seus próprios brinquedos, como pesca peixe magnético, casinha de brinquedo e jogo da memória utilizando algumas técnicas artesanais de cartonagem, colagem e costura manual, com muita criatividade e brincadeira. A atividade será conduzida por uma educadora que faz a mediação do brincar na Feira Agroecológica e Cultural de Mulheres no Butantã.

Dia 19/3, sábado, às 11h e às 15h

Local: Sala de Oficinas 2º andar

MOSTRA DE INICIATIVAS

COM FEIRA AGROECOLÓGICA E CULTURAL DE MULHERES NO BUTANTÃ

Rede de produtoras que tem como objetivo a comercialização direta de produtos agroecológicos e artesanais. Promovem um evento mensal no bairro do Butantã (Zona Oeste da capital) com diversas atividades culturais.

Dia 19/3, sábado, das 14h às 17h

Local: Praça

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA

DENNA SOUZA & AS MANDINGAS DE AJÉ

Intervenção musical com Denna Souza, mulher, negra, psicóloga, trançadeira e cantora. Tem participado da Feira Agroecológica e Cultural de Mulheres no Butantã em apresentações que mesclam a mandinga capoeirista com o hip hop.

Dia 19/3, sábado, das 15h às 16h

Local: Praça

OFICINA

CONFECÇÃO DE BONECAS ABAYOMI

Com Coletivo MeninasMahin

As abayomi são bonecas de pano, criação original de Lena Martins, artista e artesã natural de São Luís (Maranhão). A boneca foi criada na década de 1980 e vem sendo usada como símbolo de identidade e resistência do povo negro. 

Dia 20/3, domingo, às 11h e às 15h

Local: Sala de Oficinas 2º andar

MOSTRA DE INICIATIVAS

FEIRA AFRO MENINAS MAHIN

O Coletivo Meninas Mahin está sediado na Cidade A.E.Carvalho (Zona Leste da capital) e tem como objetivo fomentar o empreendedorismo da mulher preta e contribuir no combate às desigualdades raciais mediante atividades afirmativas promovidas por meio da prática interdisciplinar, ou seja, a integração com atividades artesanais, artísticas, esportivas, musicais, literária, oficinas e ações de cidadania, entre outras.

Dia 20/3, domingo, das 14h às 17h

Local: Praça

INTERVENÇÃO

VOZ E POESIA

Discotecagem com DJ Bia Sanfoka

Residente em Cidade Tiradentes (Zona Leste) e DJ desde 2013, é conhecida por veicular a música engajada e ritmada por influências de matrizes africanas através do hip hop e afro-brasilidades.

Sua trajetória está ligada ao movimento cultural periférico e articulada com outras linguagens artísticas, como literatura, teatro, capoeira, hip hop e ritmos afro-percussivos.

Dia 20/3, às 15h

Local: Praça

RODAS DE CONVERSA E OFICINAS

CICLOS DA NATUREZA EM NÓS – SABERES FEMININOS E AUTOCONHECIMENTO

Com Feira Agroecológica e Cultural de Mulheres no Butantã

Um ciclo formativo de sensibilização para saberes femininos e autoconhecimento que tece os conhecimentos e vivências de quatro mulheres da Feira Agroecológica e Cultural de Mulheres no Butantã. A alternância entre os momentos expositivos, atividades sensoriais e rodas de compartilhamento oferece às participantes uma vivência que põe em diálogo as experiências profundas de cada uma com as partilhas das outras.

Público prioritário: mulheres, pessoas que menstruam, terapeutas e profissionais que trabalham com mulheres.

Roda de conversa autocuidado para autonomia com uso de plantas medicinais

Dia 26/3, sábado, das 10h30 às 13h30

Oficina de terapia com cristais para autocuidado e bem-estar da mulher

Dia 26/3, sábado, das 15h às 18h

Oficina menstruação consciente

Dia 27/3, domingo, das 10h30 às 13h30

Roda de conversa de saberes femininos, com contos e histórias do feminino

Dia 27/3, domingo, das 15h às 18h

Local: Sala de Oficinas 2º andar

SESC SANTANA

Bate-papo

RODA DE CONVERSA ENTRE PRODUTORES RURAIS E GRUPOS DECONSUMO

O cultivo agroecológico tem como premissas a oferta de produtos a preços justos e sem intermediários, a organização livre por meio de associações e cooperativas de economia solidária, a valorização dos saberes das comunidades e a preservação da biodiversidade. Além da produção é importante se observar as organizações para consumos. Esses temas serão abordados nesse bate-papo que reunirá produtores e consumidores para uma reflexão sobre o cinturão verde da Zona Norte e a formação de coletivos e grupos organizados entorno da temática. Com Autonomia ZN

Dia 20/3, domingo, das 15h às 16h

Local: Convivência 1

SESC VILA MARIANA

Curso

EMPREENDEDORISMO SOCIAL – MODELOS INSPIRADORES

Neste curso será possível refletir sobre as possibilidades de organização social alternativas e ter contato com modelos inspiradores de empreendedorismo social da Comunidade Solano Trindade, além de conhecer formas de financiamento para ações coletivas como editais e fomentos. Serão 15horas de encontro, distribuídas em 5momentos. Com Thiago Vinicius, gerente de Coordenação de Projetos da Agência Solano Trindade, do Campo Limpo.

Seleção do público a partir de indicações das lideranças das comunidades Mauro II e Mário Cardim.

Início em 17/3

Local: Sala de atividades 2 – 5° andar, Torre A

SOBRE O SESC SÃO PAULO

Prestes a completar 76 anos de atuação em setembro, o Sesc – Serviço Social do Comércio conta com uma rede de 40 unidades operacionais no Estado de São Paulo e desenvolve ações com o objetivo de promover bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, serviços, turismo e para toda a sociedade. Mantido pelos empresários do setor, é uma entidade privada que atua nas dimensões físico-esportiva, meio ambiente, saúde, odontologia, turismo social, artes, alimentação e segurança alimentar, inclusão, diversidade e cidadania. As iniciativas da instituição partem das perspectivas cultural e educativa voltadas para todas as faixas etárias, com o objetivo de contribuir para experiências mais duradouras e significativas. São atendidas nas unidades do Estado de São Paulo cerca de 30 milhões de pessoas por ano. Hoje, aproximadamente 50 organizações nacionais e internacionais do campo das artes, esportes, cultura, saúde, meio ambiente, turismo, serviço social e direitos humanos contam com representantes do Sesc São Paulo em suas instâncias consultivas e deliberativas. Saiba+

Compartilhe

- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES