Me Representa

Representatividade: “Aqui no morro, tem princesa sim”

Nas músicas, nas revistas e nos livros: em tudo aquilo que se consome, a representatividade muda perspectivas quando se apresenta. Mais ainda, quando dá de cara com crianças e reafirma o quanto são lindas e importantes.

Dessa vez, a representatividade é racial e geográfica, com o livro “Aqui no morro, tem princesa sim”. O conto traz a história de Alika, uma menina preta de dez anos de idade, que vive com sua avó no morro e seus sonhos nas alturas.

Alika sonha em conquistar o reino da cultura e, em terra de samba, reinar é ser princesa de carnaval. Periférica, a menina se aproxima de realidades múltiplas de crianças brasileiras que não se veem representadas nos livros.

“Afinal todos temos reinados a serem conquistados. Ter a liberdade de ser o que quiser é uma luta contínua onde além da dedicação precisaremos também da fé. Ser princesa, é poder reinar sobre suas escolhas”, acredita Simone Botelho, escritora do conto, professora é agente cultural.

Garanta o seu livro: https://www.facebook.com/marketplace/shops/item/1822018284594376/?referral_story_type=shop_pdp_share_deep_link&referral_code=shops_pdp_share

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Amanda Sthephanie
Load More In Me Representa

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Viola Davis é a nova embaixadora da L’Oréal Paris

Uma das mais premiadas atrizes do cinema mundial, ...

Facebook

Newsletter