fbpx
19.5 C
São Paulo
quarta-feira, 08 dezembro 2021
HomeNotíciaRelíquias de Biggie Smalls e Tupac vão à leilão

Relíquias de Biggie Smalls e Tupac vão à leilão

Artigos farão parte do primeiro leilão exclusivamente dedicado ao hip-hop para arrecadar fundos para apoiar o hip-hop e organização sem fins lucrativos nos Estados Unidos.

Biggie Smalls e Tupac Shakur farão parte do primeiro leilão exclusivamente dedicado ao hip-hop promovido pela casa de leilão mundialmente famosa Sotheby’s. As relíquias a serem leiloadas são a coroa, agora muito conhecida, de Biggie e 22 cartas de amor de Tupac.

Músicas de Aaliyah devem finalmente chegar aos serviços de streaming

A coroa foi usada por Biggie em uma sessão de fotos em 1997, três dias antes de seu assassinato, e tem sua assinatura dentro. Ela foi exibida recentemente na exposição “Contact High: A Visual History of Hip Hop”.

Já as cartas de amor escritas por Tupac foram feitas durante seus anos no ensino médio, entre 1987 e 1988, para uma namorada da escola.

As peças irão à leilão entre 200 mil e 300 mil dólares e 60 mil e 80 mil dólares, respectivamente. A exposição do leilão para exibição ao público acontecerá de 11 a 15 de outubro, mas as visitas deverão ser agendadas previamente em decorrência da pandemia.

Além das peças mencionadas, a casa de leilão também vai exibir arte contemporânea, fotografias, trajes e outros artigos dos anos 70 aos anos 90. Com o objetivo de apresentar como a cultura hip-hop influencia a sociedade até os dias de hoje, a exposição também estará disponível online, pelo site da Sotheby’s.

Uma parcela da renda será destinada aos programas de hip-hop da Queens Public Library Foundation e para a Building Beats, uma organização sem fins lucrativos que dá aulas de tecnologia, empreendedorismo e liderança para jovens em situação de vulnerabilidade nas carreiras de DJ e programas musicais.

Como diria Biggie Smalls, “você nunca pensou que o hip hop te levaria tão longe.”

ViaBET

Compartilhe

Thais Senahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES