fbpx
19.5 C
São Paulo
terça-feira, 18 janeiro 2022
HomeCinemaOs 8 melhores filmes originais da Netflix candidatos ao Oscar de 2021

Os 8 melhores filmes originais da Netflix candidatos ao Oscar de 2021

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas – Oscar permitirá que os títulos de streaming sejam elegíveis para o Melhor Filme pela primeira vez

O Oscar, com previsão de acontecer em 25 de abril de 2021, será um pouco diferente devido à pandemia do coronavírus que paralisa os cinemas em todo o mundo. E não apenas a data da cerimônia foi adiada alguns meses, mas a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas permitirá que os títulos de streaming sejam elegíveis para a categoria de Melhor Filme pela primeira vez, sem ter que passar nos cinemas.

Em 2021, a Netflix poderá ter o impressionante número de indicados ao Oscar. E o gigante do streaming tem mais de 20 títulos em disputa possível em várias categorias para a cerimônia. Entre esses filmes incluem Destacamento Blood (Da 5 Bloods), de Spike Lee e  “Ma Rainey’s Black Bottom”, com Viola Davis e Chadwick Boseman (marcando seu último papel). Isso, definitivamente, dá à Netflix uma vantagem na conquista de seu primeiro Oscar de Melhor Filme de todos os tempos. 

Abaixo estão os 8 melhores filmes, de 22 originais da Netflix, que podem voltar para casa com a estatueta de ouro.

A versão dos 40 anos –  “ The 40 Year Old Version”

Radha Blank

Radha Blank leva sua vivência da vida real como uma negra criativa e as canaliza para esta fantástica comédia dramática na qual ela atuou, escreveu e dirigiu. O filme é sobre uma dramaturga que completa 40 anos e decide se reinventar como rapper. As chances de Blank no Oscar podem vir em várias categorias, visto que já lhe rendeu o prêmio de melhor direção em Sundance.

Os meninos da banda – “The Boys in the Band”

Este drama, baseado na peça de Mart Crowley de 1968 (que co-escreveu o roteiro), gira em torno de um grupo de amigos gays comemorando um de seus aniversários. Mas a noite logo é lançada em turbulência, revelando algumas verdades duras. O elenco formado por Jim Parsons, Zachary Quinto e Matt Bomer, muitos dos atores que estrelaram o revival de 2018 – pode impressionar os eleitores do Oscar. O roteiro de Crowley e Ned Martel também pode receber uma indicação.

“Crip Camp”

Outro filme que pode ter sucesso na noite do Oscar é este olhar poderoso sobre algumas pessoas que foram a um acampamento de verão para adolescentes com deficiência. Os adolescentes passaram a ser vozes importantes no movimento pelos direitos das pessoas com deficiência.

Destacamento Blood  – “Da 5 Bloods”

Se você assistiu Destacamento Blood,  D”a 5 Bloods” de Spike Lee e conhece Chadwick Boseman um pouco mais do que o Pantera Negra, mantenha seus lenços com você. Lee compartilhou um tributo emocionante para Boseman e é apenas uma cena do filme. O que torna o tributo tão especial é o quão importante aquela cena foi e como ela está conectando com o agora. Boseman interpretou o papel de Stormin Norman no filme e quem o viu sabe da importância desta cena.

Destacamento Blood, de Spike Lee, mostrava a volta de um esquadrão da Guerra do Vietnã. Chadwick era o comandante do grupo e morreu em combate. O filme tocante e emocionalmente carregado de Spike Lee sobre amizade, lealdade e redenção certamente chamará a atenção do Oscar. A atuação de Delroy é forte argumento para obter sua primeira indicação ao Oscar (no mínimo) e poderia haver atenção para Lee, bem como a bela cinematografia e trilha sonora do filme.

Revelação – “Disclosure”

Este poderoso documentário narra como Hollywood retratou pessoas trans e como isso impactou a sociedade em geral. Por décadas, pessoas trans foram retratadas de maneira estereotipada no cinema e na TV. O documentário Revelação faz uma investigação sobre o impacto dessa representação na comunidade trans. Por meio do olhar e de relatos de pessoas como Laverne Cox, Lilly Wachowski, Yance Ford, Jamie Clayton e Chaz Bono, Revelação também nos leva a refletir sobre as mudanças e os avanços que fazem parte do processo.

“The Trial of the Chicago 7” (disponível em 16 de outubro)


Sacha Baron Cohen (à direita) em “O Julgamento de Chicago 7”.

Aaron Sorkin escreve e dirige este poderoso olhar sobre os manifestantes responsáveis ​​pelo levante na Convenção Nacional Democrata de 1968 e o circo do tribunal que aconteceu um ano depois. Sacha Baron Cohen e Jeremy Strong têm atuações dignas do Oscar e há rumores em torno de Sorkin sendo nomeado nas categorias de direção e roteiro.

“The Life Ahead” (disponível em 13 de novembro)

Marcando a primeira vez que Sophia Loren esteve em um filme desde Nove (Nine), de 2009, este filme pode atrair o coração dos eleitores da Academia. Nele, Loren interpreta uma sobrevivente do Holocausto que forma um vínculo com um menino imigrante do Senegal. E ainda por cima, o filme é dirigido pelo filho de Loren, Eduardo Ponti. Além de uma esperança de nomeação de melhor filme em idioma estrangeiro e saltar para um aceno de atriz principal para Loren.

“Ma Rainey’s Black Bottom” (disponível em 18 de dezembro)

Viola Davis e Chadwick Boseman (marcando seu último papel antes da sua morte) estrelam esta adaptação da peça ganhadora do Prêmio Pulitzer de August Wilson, na qual Davis interpreta a lendária cantora de blues Ma Rainey. Este filme, a última aparição de Chadwick Boseman na tela, pode ser potencialmente visado para a campanha de premiação da Netflix.

Netflix mostra primeiras imagens ‘Ma Rainey’s Black Bottom’

Compartilhe

Carol Lee Dutrahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Graduada em Gestão e Design de Moda pela Universidade Euro-Americana de Brasília atuo como Colunista de Moda na plataforma TNM e atual presidente da ONG IMNEGRA de auxílio e capacitação de mulheres em situação de vulnerabilidade.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES