fbpx
19.5 C
São Paulo
terça-feira, 18 janeiro 2022
HomeDivulgaçãoSérie “O Lobo do Lobo e a Literatura Latino-americana” estreia hoje com...

Série “O Lobo do Lobo e a Literatura Latino-americana” estreia hoje com Conceição Evaristo

A série “O Lobo do Lobo e a Literatura Latino-americana” estreia hoje, às 21h30, no Canal Curta! A produção terá 5 episódios com autores latino-americanos, que contam suas histórias e as relacionam com uma grande obra de seus países. Para representar o Brasil, a escolhida foi a autora Conceição Evaristo.

Erica Malunguinho participa de Movimento III, nova obra cinematográfica de Mario Lopes

Quem são suas referências latino-americanas?

Anos atrás, fiz um intercâmbio e as pessoas que me receberam me perguntaram se era verdade que o Brasil era um país tão perigoso que, ao sair do aeroporto, você tinha que ser muito cuidadoso porque as pessoas te sequestravam ou roubavam suas malas. Aí fico pensando: quem é que está contando a história do Brasil mundo afora? A quem é concedido o poder da voz e que histórias essas pessoas estão contando?

É certo que o idioma representa uma barreira nas conexões entre o Brasil e outros países da América Latina. E muitas vezes na escola temos discussões mais frequentes sobre países europeus e suas histórias do que sobre nossos vizinhos. Aliás, essa nem é uma característica exclusiva da educação brasileira, Siyanda Mohutsiwa conta que essa também é uma prática comum entre os países africanos, o que só reforça a narrativa eurocêntrica imposta nas histórias que conhecemos – sem falar no perigo de uma história única de Chimamanda. Mas é preciso que pensemos para além disso. Diz aí, quem são suas referências latino-americanas?

“O Lobo do Lobo e a Literatura Latino-americana”

A produção “O Lobo do Lobo e a Literatura Latino-americana” convida para o seu episódio de estreia Conceição Evaristo, que há anos nos emociona com suas narrativas. Para a série, a autora discute a obra “Quarto de Despejo”, de Carolina Maria de Jesus.

Conceição leu a obra pela primeira vez nos anos 60 e conta o quanto se sentiu tocada pela forma de Carolina de contar a sua história: “A vivência dela enquanto mulher pobre, enquanto mulher negra, enquanto mãe solteira, enquanto catadora de papel… e mais do que isso: a Carolina traz para o livro dela esse desejo, esse quase desespero de se apropriar da escrita”.

Certamente há pontos em que suas histórias convergem, como no fato de ambas terem residido em favelas, mas também em suas carreiras literárias – o quanto as obras de Carolina são ainda debatidas e se o seu título dentro da literatura é ou não cabível ou ainda a discussão a respeito do absurdo que é Conceição Evaristo (ainda) não fazer parte da Academia Brasileira de Letras.

A discussão a respeito desta obra você acompanha hoje, a partir das 21h30, no Canal Curta!, disponível no serviço de streaming tamandua.tv. Os próximos episódios trarão:

  • Mariana Enriquez – escritora e jornalista argentina, seu episódio tratará de sua identificação com a artista, escritora e poetisa Silvina Ocampo
  • Jorge Volpi – o escritor mexicano discorre sobre Carlos Fuentes, reconhecido autor conterrâneo
  • William Ospina – representando a Colômbia, Ospina fala sobre ninguém menos que Gabriel Garcia Márquez
  • Por último, é a vez de Inés Bortagaray, que fala sobre o Uruguai e a obra de Mario Levrero

Compartilhe

Thais Senahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES