fbpx
19.5 C
São Paulo
domingo, 28 novembro 2021
HomeStand UpO humor negro de Tia Má

O humor negro de Tia Má

No último sábado (30), o palco da Unibes Cultural recebeu o stand up Tia Má com a Língua Solta. Pela primeira vez em São Paulo, o espetáculo que trata temáticas sensíveis como a auto aceitação do cabelo crespo levou, em duas sessões, mais de 500 pessoas do riso às lágrimas – inclusive a própria tia Má.

Foi ao cobrir a cabeça com um turbante da cor do ouro de sua mãe, Oxum, que Maíra Azevedo, jornalista e youtuber, deixou cair as lágrimas dos olhos. Após duas intensas sessões, de uma hora e meia cada, com intervalos pequenos e ocupados por entrevistas aos jornalistas, a baiana finalmente sentiu alívio enquanto lembrava que pretos e pretas nasceram para ocupar os espaços de poder como aquele palco onde pisava frente às cadeiras ocupadas.

Aplaudida de pé, a consultora do programa Encontro com Fátima Bernardes trouxe à tona muito além do humor. Nos bastidores, lembrou a importância do humor que não tem como alvo aquele que já é execrado pelo sistema, bem como a própria população preta. E nessa perspectiva, Tia Má com a Língua Solta aborda situações reais com o intuito de conscientizar – do racismo à lgbtfobia.Tia Má nunca foi Amélia. A mulher negra, gorda, periférica sempre foi Deusa do Ébano, como lembra na abertura do stand up. Talvez pro isso, nunca uma língua solta foi tão libertadora.

As histórias de Maíra se parecem com as de cerca de 54% da população brasileira – preta. Quem viu a dona do bordão “Tira o sapatinho e bota o pé no chão” no palco não imagina que Tia Má era tímida ao gravar seus primeiros vídeos: não podia ser observada durante a captação. Mas no último sábado (30), foi assistida por um teatro lotado – e lotado por pretos e pretas, majoritariamente. Arrancou da plateia muito mais que palmas: arrancou as lembranças de quem tinha sempre os cabelos crespos presos na infância e as tornou dignas de gargalhadas.

Apesar do sucesso na Bahia, Tia Má ainda não tinha sido convidada para apresentar seu stand up em São Paulo. Pensando nisso, o criador e diretor do site Todos Negros do Mundo – TNM, Anderson Jesus, firmou parceria com a youtuber e trouxe Tia Má com a Língua Solta para a selva de pedra. “Confesso que fiquei emocionado, principalmente na segunda sessão, em que a gente viu aquela quantidade de pessoas, todos pavimentos lotados, boa parte dos artistas negros, então é um sonho realizado”, desabafou Anderson.

O diretor lembrou ainda do receio em realizar o primeiro evento pelo TNM num contexto em que não se imaginava ser possível encher um teatro com uma plateia majoritariamente negra e ocupar um palco com uma comediante negra, já que a maior parte dos artistas brasileiros de stand up são homens brancos. E é esse justamente o objetivo do Todos Negros do Mundo: “é o negro dando a cara”, lembra Anderson ao citar outros projetos em andamento todos realizados pelo público negro para que sejamos protagonistas e realizadores. “Esse é o primeiro de muitos e muitos outros virão”, finaliza.

Confira algumas fotos do evento:

O diretor e produtor Anderson Jesus agradece a presença da plateia.

 

 

 

 

 

 

Tia Má e o humorista Paulo Vieira.
A atriz Angela Peres lembra a importância de mulheres negras nos espaços de poder.
Os expositores do evento.
Tia Má durante apresentação.

 

 

 

 

Compartilhe

Amanda Sthephaniehttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Preta. Pobre. Poeta. Periférica. Prounista. Filha de Oxum, tem paixão pela palavra e estuda o último ano de Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES