fbpx
19.5 C
São Paulo
domingo, 03 julho 2022
HomeNotíciaNia Long e John Legend trabalhando juntos em Paper Gods

Nia Long e John Legend trabalhando juntos em Paper Gods

A produtora de John Legend vai lançar série sobre o best-seller da autora Goldie Taylor

Depois de falar sobre a falta de diversidade na produção de Encontro Fatal, Nia Long se junta à produtora de John Legend que, além de cantor, músico e compositor consagrado mundialmente, também é ator, produtor e cineasta.

Zezé Motta fala sobre como rompeu estereótipos dos seus personagens

A produtora, chamada Get Lifted, pertence também aos produtores Mike Jackson e Ty Stiklorius. Ambos serão responsáveis pela série que conta a saga de poder, raça e intriga política do livro Paper Gods, escrito por Goldie Taylor, que conta a história da prefeita de Atlanta, Victoria Dobbs e o desdobramento do assassinato de seu mentor, um congressista venerado, que acaba revelando casos ainda maiores.

Nia Long será responsável pela produção executiva, mas também pela personagem principal. Pensando na própria produção de Encontro Fatal, mas também em outras, como a produção da Netflix sobre a vida de Madam C. J. Walker, outro fato importante sobre a produção é que a escritora do best-seller estará envolvida na adaptação do livro para as telas.

Long se manifestou sobre o assunto: “Victoria Dobbs é uma personagem lindamente imperfeita e complicada”. Ela também disse estar ansiosa para explorar a jornada da personagem enquanto esposa, mãe e política e diz que “Paper Gods destaca o profundo impacto que mulheres negras têm na política americana e no mundo” e que esta equipe é o seu dream team!

Os executivos da produtora da qual John Legend faz parte dizem que será uma incrível jornada. A série será lançada em parceria com a Sony Pictures TV VP e com a ABC e a produção deve começar ainda este ano.

Compartilhe

Thais Sena
Thais Senahttps://todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES