fbpx
19.5 C
São Paulo
quarta-feira, 08 dezembro 2021
HomeNotíciaNia DaCosta: a primeira mulher negra a dirigir um filme da Marvel

Nia DaCosta: a primeira mulher negra a dirigir um filme da Marvel

Diretora de O Mistério de Candyman será responsável pela sequência de Captain Marvel.

A cineasta e roteirista Nia DaCosta será responsável pela direção da sequência do filme Capitã Marvel. Com isso, ela se torna a primeira mulher negra a dirigir um filme da Marvel.

O site de notícias Deadline havia reportado a notícia mais cedo, mas os estúdios da Marvel e da Disney não haviam feito nenhum comentário até então. 

Seu envolvimento com a Marvel deve representar uma continuidade na busca por diversidade em seus filmes, em especial para aqueles que ficam atrás das câmeras, como vem sido defendido por diversos movimentos liderados por personalidades negras em Hollywood.

Embora o orçamento não tenha sido divulgado, é certo que será o maior orçamento sob controle de uma cineasta negra, seguindo os passos da cineasta Ava DuVernay em sua produção de 115 milhões de dóares em Uma Dobra No Tempo.

DaCosta tem conquistado notoriedade desde que produziu o filme indie Little Woods, em 2018, longa que deixou no radar de diversos produtores executivos, incluindo Jordan Peele, que a selecionou a dedo para a direção de Candyman, que teve sua data de lançamento adiada em decorrência da pandemia, mas já tem trailers disponíveis pela internet.
Ah, para quem se interessou pela trilha sonora do trailer, saiba que… Não. A música Say My Name, do grupo Destiny’s Child, não faz parte da trilha oficial do filme, já disponível no Spotify.

Compartilhe

Thais Senahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES