fbpx
19.5 C
São Paulo
segunda-feira, 06 dezembro 2021
HomeArteNatura Musical apresenta Circuito Arti

Natura Musical apresenta Circuito Arti

O Festival traz representatividade negra e LGBTQIA+ dos coletivos MARSHA! e AFROBAPHO

Com o patrocínio da Natura Musical, os coletivos Afrobapho e MARSHA lançam o CIRCUITO ARTI: Autonomia, Restituição, Transformação e Interação. São um conjunto de ações para impulsionar a diversidade no setor cultural e promove a conexão de estados, como a Bahia e São Paulo.

O circuito traz cursos de formação e qualificação profissional nas áreas de gestão e empreendedorismo cultural, produção musical e direção artística, além de podcasts, festival híbrido e demais atividades em uma programação online que irá até o fim do ano.

A série de formação acontecerá entre 8 e 25 de novembro, com 11 aulas online e gratuitas para todo o país, ministradas por personalidades da música e cultura brasileira como Jup do Bairro, Badsista, Ciça Pereira, Dandara Pagu, Gabriela Chaves, da NoFront, Felipa Damasco e outras mais. Os alunos ainda poderão concorrer a vagas de estágio no Festival ARTI que acontecerá em dezembro. O público alvo são pessoas negras e LGBTQIA+, sendo 40% das vagas destinadas para transexuais e travestis. 

“O Circuito ARTI deriva da intersecção entre os movimentos negro e LGBTQIA+, que são as frentes da Afrobapho e MARSHA!, em prol dos nossos interesses políticos em comum: enfrentar de forma propositiva os problemas históricos de acesso à educação e inserção no mercado de trabalho, efeito da ausência de políticas públicas para essas comunidades no Brasil.”

“É pertinente pontuar que para equipe de ministrantes curamos 8 mulheres cisgêneras e 3 pessoas trans.  Para além da nossa política em descentralizar a presença hétero-cis-masculina em lugares de poder e, nesse caso, na produção de saberes, esse resultado também é um reflexo da escassez de pessoas trans atuantes nas áreas trabalhadas. Por este motivo, a formação tem enfoque no público T. Assim, visamos promover capacitação a fim de gerar autonomia e reintegração social, bem como fomentar a ampliação da diversidade no ecossistema de profissionais da cultura, formando pontes para uma sociedade mais justa e plural.”, afirma A Transälien, multiartista, fundadora da coletividade MARSHA! e uma das curadoras do Natura Musical 2021. 

Cris Guterres é finalista do Troféu Mulher Imprensa

Natura Musical

Natura Musical, MARSHA! e AfroBapho anunciam Circuito ARTI para pessoas negras e LGBTQIA+ | Foto: Divulgação

A programação completa já pode ser conferida nas redes dos coletivos. Toda a frente de produção e equipe de apoio será formada por pessoas negras, LGBTQIA+. 

Vale destacar que esse é um dos projetos contemplados pelo Edital Natura Musical 2020, ao lado de nomes como Linn da Quebrada, Bia Ferreira, Juçara Marçal, Kunumi MC, Rico Dalasam. Ao longo dos 16 anos, Natura Musical já ofereceu recursos para mais de 140 projetos no âmbito nacional, como Lia de Itamaracá, Mariana Aydar, Emicida, Jards Macalé e Elza Soares.

Natura Musical é uma plataforma de cultura, lançada em 2005. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do país e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais.

Em 2020, o edital do Natura Musical selecionou mais de 40 projetos em todo o Brasil e promoveu mais de 300 produtos e experiências musicais, entre lançamentos de álbuns, clipes, festivais digitais, oficinas e conferências. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com uma programação contínua de lives, performances, bate-papos e conteúdos exclusivos, agora digitalmente. 

“Nós acreditamos no impacto transformador que a música pode ter no mundo. E os artistas, bandas e projetos de fomento à cena selecionados pelo edital Natura Musical têm essa potência de mobilizar o público na construção de um mundo mais bonito, cada vez mais plural, inclusivo e sustentável”, afirma Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding. 

Compartilhe

Maria Angélicahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Tenho 22 anos, sou nascida e criada no litoral, caiçara com muito orgulho. Além disso, também sou formada em Comunicação Social - Jornalismo. Sempre me encantei com o poder das palavras e por isso sinto que o jornalismo me escolheu, durante a minha breve trajetória profissional tive a oportunidade de contar histórias lindas e é o que pretendo continuar fazendo.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES