fbpx
19.5 C
São Paulo
quinta-feira, 02 dezembro 2021
HomeNão Me RepresentaMulher é vítima de racismo na C&A

Mulher é vítima de racismo na C&A

De acordo com os Jornalistas Livres, neste sábado, uma mulher foi vítima de racismo na C&A localizada na Rua 24 de Maio, centro de São Paulo.

Segundo a cobertura realizada pelo veículo, Charlote, a vítima, teria efetuado uma compra e, na saída, o alarme tocou, depois da funcionária da loja esquecer de retirar um lacre.

A reação dos seguranças, de prontidão, foi abordar a cliente de maneira violenta e chamar a polícia. Ainda segundo informações do vídeo, Charlote iria até a delegacia depois do ocorrido para efetuar um boletim de ocorrência.

Nos comentários da publicação dos Jornalistas Livres, o público, inconformado, pedia por justiça e lembrava, com toda razão, de que nada vale a loja de departamentos utilizar negros em suas campanhas se de fato não os respeitam.

É de suma importância que os espaços sejam treinados e preparados para lidar com a diversidade a partir do respeito e da quebra de estereótipos facistas.

Após o fato, a C&A encaminhou aos Jornalistas Livres uma nota: “A C&A não compactua com qualquer tipo de discriminação e preconceito. Sentimos muito pelo ocorrido e estamos trabalhando para apurar os fatos para que sejam tomadas as medidas necessárias. O respeito as pessoas e à diversidade faz parte dos nossos valores.”

C&A, melhorem e tomem as devidas providências que não se resumem a demissões, mas a ações de conscientização, treinamento e preparo de suas equipes, além da contratação de profissionais negros.

Compartilhe

Amanda Sthephaniehttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Preta. Pobre. Poeta. Periférica. Prounista. Filha de Oxum, tem paixão pela palavra e estuda o último ano de Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES