fbpx
19.5 C
São Paulo
quinta-feira, 02 dezembro 2021
HomeAgendaMostra Motumbá continua em fevereiro

Mostra Motumbá continua em fevereiro

A Mostra Motumbá: Memórias e Existências Negras, que acontece no Sesc Belenzinho, continua a nos trazer arte que representa a população negra e periférica. Desde novembro do ano passado, essa Mostra apresenta ao púbico espetáculos, filmes, exposições, shows, debates e oficinas  que tratam das nossas raízes e problematizam nosso contexto atual através de diversas linguagens artísticas. Então, vamos saber o que rola?

Peça Exu - A boca do Universo. Foto: Andrea Magnoni
Peça Exu – A boca do Universo. Foto: Andrea Magnoni

Começo falando do espetáculo Exu – A boca do Universo, que não é o primeiro a se apresentar, mas como é ele quem abre os trabalhos, iniciaremos por ele. Apresentado pelo grupo NATA – Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas, o espetáculo rompe com a visão Ocidental sobre esse Orixá que rege a comunicação e a liberdade. Através de uma dramaturgia músico poética, o grupo nos mostra o Exu que valoriza o movimento da vida, não se apegando às fronteiras entre fala e ação e entre pensamento e sentimento. Através do Exu, celebra-se a experiência da vida no entrelaçamento entre entre o divino e o humano. O espetáculo se apresentará de 17 a 19 de fevereiro.

Peça Grajaú contra Dandaras, Grajaú contra Zumbis. Foto: Cláudia Adorno.
Grajaú contra Dandaras. Foto: Cláudia Adorno.

A peça Grajaú contra Dandaras, Grajaú contra Zumbis, apresentada pela Cia Humbalada de Teatro, conta as histórias do Grajaú através de narradores bem especiais: as Dandaras e Zumbis das periferias de São Paulo. A sinopse poética desse espetáculo é divulgada da seguinte maneira: “Grajaú que pulsa vida, calor, bares, varais, poesia. Cenas que vão do despencar das estruturas machistas, mães solos, mulheres pretas que se acolhem, meninos pretinhos que nadam na represa, travestis, pássaros e voos. As Dandaras e Zumbis que foram escondidos da história, empurrados para beira da cidade e fazedores de potência nas margens da sociedade”. Não preciso descrever nada depois disso, né?

A performance Merci Beaucoup, Blanco!, de Michelle Mattiuzzi ocorreu ontem, mas ainda teremos outra oportunidade para vê-la dia 14. A artista se apropria da cor branca e faz uma trajetória que propõe a discussão sobre o embranquecimento social a partir de experiências que marcam a racialidade de seu corpo na cidade de São Paulo.

Teatro_Grajaú conta Dandaras_ Foto Alessa Melo_X
Grajaú contra Dandaras. Foto: Alessa Melo

Também teremos a performance A Ferida Colonial Ainda Dói, de Jota Mombaça. Propõe-se um discurso crítico das narrativas contemporâneas acerca dos corpos, vidas e sensibilidades situadas nas ex-colônias, uma reflexão sobre as intersecções entre performance e descolonialidade. A Mostra traz a possibilidade de espaço para que os discursos sobre a nossa vida e a forma como vemos o mundo sejam ouvidos. E a  nós, enquanto público, cabe não sermos indiferentes a essas expressões. Assistir, refletir, comentar… fazer valer essas ocupações. Ótima agenda a todos!

Serviço:

Espetáculos

EXU – A BOCA DO UNIVERSO
Com NATA – Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas

Duração: 70 minutos
Quando: 17, 18 e 19/2, sexta e sábado, às 21h30; domingo, às 18h30
Local: Sala de Espetáculos I
Ingressos: R$ 20 / R$ 10 / R$ 6
Não recomendado para menores de 18 anos

GRAJAÚ CONTA DANDARAS, GRAJAÚ CONTA ZUMBIS
Com Cia Humbalada de Teatro

Duração: 2h30
Quando: 14/2 a 16/2 e 21/2 a 23/2, terça a quinta, às 20h
Local: Galpão Multiuso
Ingressos: R$ 20 / R$ 10 / R$ 6
Não recomendado para menores de 16 anos

Performance

MERCI BEAUCOUP, BLANCO!
Com Michelle Mattiuzzi

Duração: cerca de 1h
Quando: 11 e 14/2, sábado e terça, às 19h
Local: Hall do 1º Pavimento
Ingresso: grátis
Não recomendado para menores de 18 anos

A FERIDA COLONIAL AINDA DÓI
Com Jota Mombaça

Duração: 45 minutos
Quando: 18 e 21/2, sábado e terça, às 19h
Local: Hall do 1º Pavimento
Ingresso: grátis
Não recomendado para menores de 18 anos

 

M O T U M B Á – Memórias e Existências Negras
Data:
até março de 2017
Local: Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho, São Paulo (SP)
Mais informações: (11) 2076-9700 ou  www.sescsp.org.br/belenzinho ehttp://www.sescsp.org.br/programacao/107905_M+O+T+U+M+B+A++MEMORIAS+E+EXISTENCIAS+NEGRAS#/content=programacao
Agendamento de grupos: pelo email [email protected]  ou (11) 2076-9704. Atendimento das 10h às 17h.
Estacionamento: Credencial Plena – Primeira hora: R$ 4,50. Adicional por hora: R$ 1,50.
Outros – Primeira hora: R$ 10,00. Adicional por hora: R$ 2,50. Preço promocional para espetáculos – Credencial Plena:  R$ 5,50. Outros: 11,00.

Compartilhe

- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES