fbpx
19.5 C
São Paulo
segunda-feira, 16 maio 2022
HomeTelevisãoMaria Gal estreia o talk show ‘Preto no Branco’ e debate...

Maria Gal estreia o talk show ‘Preto no Branco’ e debate sobre diversidade

Pela primeira vez na TV brasileira um talk show é criado, apresentado, produzido e tem como showrunner uma mulher negra.

Com a ideia de dialogar sobre diversidade, racismo e atitudes antirracistas, a atriz, apresentadora e criadora de conteúdo Maria Gal se prepara para estrear, no próximo dia 26 de maio, o programa ‘Preto no Branco’, no BandNews TV. O talk show que marca a estreia de Gal como apresentadora de TV e showrunner celebra a semana em comemoração ao Dia da África.

‘Marku Day’, evento em homenagem à obra de Marku Ribas, acontece em maio

O programa, que terá a Gerdau como patrocinadora master, fará parte da programação das noites de quinta-feira do canal a cabo, sempre às 23h30, com reprise aos domingos. Nomes como Liliane Rocha, o jogador Aranha, Renato Meirelles, Júlio César Andrade, Erica Malunguinho, Gabriela Moura, Felipe Silva, sócio e fundador da agência Gana e a Advogada Cláudia Luna estão entre os entrevistados.

Com seis episódios na primeira temporada, o Preto no Branco tem como proposta ampliar a discussão sobre pautas raciais na televisão e fomentar a conscientização da população sobre a urgência em tratarmos demandas de inclusão e diversidade na sociedade. Serão abordados temas como racismo e finanças, intolerância religiosa, racismo no esporte, racismo na publicidade e privilégio branco, sempre com a participação de convidados no teatro e, também, de forma remota.

O programa é produzido pela produtora de Maria Gal, a Maria Produtora, que quebrando o paradigma do audiovisual brasileiro que tem majoritariamente em suas produções pessoas brancas,  a produção de Preto no Branco tem em sua equipe 58% de profissionais negros e 42% de brancos. Mulheres negras são 76% da equipe feminina.

De acordo com Maria, o formato foi inspirado na série americana “Uncomfortable Conversations with a Black Man”, de Emanuel Acho, na série documental EUA – A luta pela liberdade e no “The Oprah Conversation”, da apresentadora e jornalista Oprah Winfrey. Produções que utilizam entrevistas para debater temas relevantes, com pessoas dos mais variados perfis, como celebridades, executivos e especialistas, para extrair diálogos de grande importância com temáticas que influenciam o mundo.

“Estou muito feliz de iniciar o programa. Tenho o costume de dizer que é um programa de letramento  disfarçado de talk show. Este projeto foi pensado após vários acontecimentos e manifestações ocasionados pelo assassinato de George Floyd, do músico Edvaldo dos Santos e da menina Agatha dos Santos. Toda vez que nos deparamos com as notícias, sempre somos surpreendidos por tragédias decorrentes  do racismo”, analisa a apresentadora.

“O audiovisual brasileiro precisa de mais representações e, principalmente, para a população negra, é imprescindível se sentir representada. Este será só o começo para abrirmos um leque de possibilidades para novos recomeços e novas histórias serem contadas, dentro de uma ótica que não seja pautada pelo noticiário policial”, completa.

“Essa parceria entre Gerdau, Maria Gal e BandNews TV trata de uma união de valores, a qual contribuirá para dar luz a uma agenda que é urgente e prioritária na nossa sociedade. Acreditamos que o programa será um agente importante na conscientização e reflexão sobre a necessidade de redução da desigualdade racial no Brasil”, completa Gustavo Werneck, diretor-presidente (CEO) da Gerdau.

Como showrunner e liderando a produção do projeto, por meio da produtora de audiovisual que leva o seu nome, Maria se comprometeu com a promoção da diversidade e da representatividade também atrás das câmeras. O talk show conta com uma equipe formada por pelo menos 58% de pessoas negras e traz ainda lideranças femininas que são destaque e vêm conquistando seu espaço no audiovisual brasileiro, como a cineasta Kelly Castilho, que está à frente da direção do programa. Vale ressaltar que esta é a segunda parceria entre a Maria Gal e Kelly. A primeira foi o vídeo “ O Meu Lugar no Mundo” que foi lançado nas redes sociais e que teve grande repercussão e milhares de visualizações.

O programa Preto no Branco é produzido pela Maria Produtora, com patrocínio da Gerdau, a maior empresa brasileira produtora de aço. A companhia possui o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro e o compromisso de promover um ambiente de negócios diverso e inclusivo em que haja espaço para que todas as pessoas sejam ouvidas, respeitadas e tenham oportunidades iguais.

Compartilhe

Vinícius Gonçalves
Geminiano, viciado em tecnologia, filmes de terror e cinema.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES