fbpx
19.5 C
São Paulo
domingo, 22 maio 2022
HomeDivulgaçãoEm sua 1ª edição, o projeto "Mãos Empoderadas" traz alternativas para a...

Em sua 1ª edição, o projeto “Mãos Empoderadas” traz alternativas para a geração de renda

Mãos Empoderadas: Empoderamento feminino fortalece a sororidade, as inscrições vão até o dia 28 de fevereiro

A edição de estreia pretende abranger toda a cadeia produtiva, desde a criação e produção artesanal à venda digital. Além disso, fornece a capacitação e desenvolvimento de novos produtos já pensando na feira das plataformas de e-commerce. As inscrições estão abertas até 28 de fevereiro e podem ser feitas através do link. Outras informações são encontradas na Instagram(@maos.empoderadas) e Facebook oficial.

Concebido na Estima Cultural, produtora voltada ao desenvolvimento e gestão de programas socioculturais acessíveis e de qualidade, a 1ª edição do “Mãos Empoderadas” será desenvolvida em São Paulo, Casa de Cultura do Itaim Paulista, Zona Leste da capital, com e para mulheres artesãs que pretendem fazer de suas produções fonte de trabalho e de renda.

Segundo dados do IBGE, com a ascensão da economia criativa, o artesanato brasileiro se fortaleceu e alcançou legitimidade como expressão cultural e identitária de diversos grupos nas duas últimas décadas.

No Brasil, o artesanato é responsável por movimentar mais de R$ 50 bilhões por ano, sendo responsável pela renda de cerca de 10 milhões de pessoas. A valorização do feito à mão, dos saberes e ofícios particulares e a exploração de seus potenciais criativos por meio do aprendizado proporcionam a recuperação da autoestima, o encorajamento à autonomia de decisões em diversas instâncias. 

Mercado Casarão abre as portas no dia 10 de fevereiro

Os objetivos do Mãos Empoderadas

Mãos Empoderadas pretende proporcionar às mulheres melhores condições de trabalho e de vida por meio de aperfeiçoamento de suas produções ao mesmo tempo que trabalha coletivamente conceitos como a união, escuta, empatia e o olhar afetuoso para a outra na conquista do autoconhecimento, da autoestima e independência.

O projeto tem alicerce no desenvolvimento de três eixos: técnicas artesanais; identidades visuais, marketing digital, vendas online; e abordagem terapêutica. Crianças terão berçário e oficinas no espaço durante a permanência das mães nas atividades. 

“Queremos tratar o empoderamento feminino sob dois importantes aspectos: o sentimento de solidariedade entre as mulheres e a independência financeira a partir da profissionalização de seus ramos de atividade criando uma liberdade pessoal e profissional. Juntos criam território para estabelecer laços profundos e sentimentos de empatia de modo a derrubar a máxima histórica e culturalmente estabelecida sobre a rivalidade inerente às mulheres, ideia que acaba sendo um instrumento de desunião utilizado pelo patriarcado”. Roberto Rosa, idealizador do projeto. 

Através de encontros e atividades ao longo de 03 meses (programação abaixo), as mulheres inscritas vão aprender por meio de oficinas e espaços de diálogo as etapas para estruturar um negócio desde a criação à colocação nas plataformas de e-commerce. Além disso, a conclusão do Mãos Empoderadas prevê a produção de um videodocumentário, uma exposição fotográfica e a feira das artesãs.

Será que a saga do Monark acaba aqui? Afinal, como diria Emicida, “A dor dos judeus choca, a nossa gera piada”

Mãos Empoderadas: Programação Completa

OFICINAS DE ARTESANATO – As oficinas visam o aperfeiçoamento de técnicas e o desenvolvimento de novos produtos

ARTETERAPIA – Espaço de diálogo e escuta voltado para exposição e debate de temas sobre a mulher e o processo histórico-cultural de dominação que vivenciam.

CRIAÇÃO DAS MARCAS – O projeto promoverá a criação e produção da comunicação visual das marcas das artesãs. Este processo conta com o acompanhamento das artesãs em toda as etapas da criação, dada a importância das marcas serem elaboradas, considerando suas histórias pessoais, onde e como trabalham.

MARKETING DIGITAL – No formato de minicurso, traz em seus objetivos, a importância de estar presente online e de manter-se conectada ao público consumidor por meio de sites, redes sociais, lojas virtuais, além de ensinar e praticar as habilidades necessárias para garantirem presença no mundo virtual. Compreender a Internet como uma ferramenta acessível é de suma importância para ampliar o conhecimento sobre como divulgar e vender pela internet.

VIDEODOCUMENTÁRIO – Produção de filme sobre as artesãs e suas participações nas ações do projeto, trazendo os resultados por meio de imagens e depoimentos

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA – O registro dos trabalhos e da participação das artesãs no projeto sob o olhar humano da fotografia;

FEIRA DAS ARTESÃS – Montada para o lançamento das recém-criadas marcas das artesãs, a feira colocará suas peças à venda e receberá uma programação artística especial que traz teatro, circo e contação de histórias composta apenas por artistas mulheres e que têm o empoderamento feminino como área de atuação e processo criativo.

OFICINAS LÚDICAS e BERÇÁRIO – As Oficinas Lúdicas e o Berçário surgiram com o intuito de proporcionar cuidado às crianças que necessitam acompanhar suas mães, enquanto participam das ações do projeto. O Berçário estará preparado para receber bebês e crianças até 05 anos. As oficinas lúdicas estarão disponíveis para crianças de 05 a 12 anos e, nelas, numa linguagem fácil e acessível, também serão abordados temas relativos ao papel da mulher na sociedade, valores e atitudes para somar a seus processos de socialização ocorridos nessa fase da vida.

Além das atrações, a Feira exibirá o VIDEODOCUMENTÁRIO e receberá a EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA propostos acima. A importância de realização da FEIRA vai além da apresentação e venda de produtos, é o momento em que a sociedade local participa de uma programação que tem em seu objetivo proporcionar campos de reflexão sobre mulher e sociedade.

ESTIMA CULTURAL

Atua na GESTÃO e realização de ações voltadas para facilitar o acesso da população aos bens culturais. Seus projetos têm alcançado êxito e provocado encantamento em pessoas das mais diversas faixas etárias e classes sociais, possibilitando que a arte seja reconhecida como elemento de apreciação e geração de renda.

Os projetos da ESTIMA buscam promover a cultura e as artes brasileiras, oferecendo à população programações gratuitas acessíveis e de qualidade, ao mesmo tempo que investe na geração de trabalho e renda para a extensa cadeia produtiva formada por profissionais e prestadores de serviços envolvidos na realização de eventos e programas culturais. 

Compartilhe

Maria Angélicahttps://todosnegrosdomundo.com.br
Tenho 22 anos, sou nascida e criada no litoral, caiçara com muito orgulho. Além disso, também sou formada em Comunicação Social - Jornalismo. Sempre me encantei com o poder das palavras e por isso sinto que o jornalismo me escolheu, durante a minha breve trajetória profissional tive a oportunidade de contar histórias lindas e é o que pretendo continuar fazendo.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES