fbpx
19.5 C
São Paulo
domingo, 03 julho 2022
HomeNotíciaKenya Barris fala sobre episódio barrado de Black-Ish

Kenya Barris fala sobre episódio barrado de Black-Ish

O canal ABC, onde Black-Ish é transmitida, havia barrado episódio político da série (ah, tem um pouquinho de spoiler).

Em 2017, primeiro ano da eleição de Donald Trump, o produtor da série Black-ish fez um episódio da série, transmitida pelo canal ABC, em que Dre põe seu filho para dormir e conta uma história inventada compartilhando suas preocupações sobre o futuro com base na divisão racial dos Estados Unidos e fazendo referência tanto à presidência de Donald Trump como a (não) aceitação da presidência de Barack Obama.

Fernando Rubro é protagonista na nova temporada de 3%

Na época, o episódio foi banido pela emissora e nunca foi reproduzido na TV. O episódio, chamado de “Please, Baby, Please”, em referência ao livro de Spike e Tonya Lee (mas que também é um jargão do personagem Mars, do filme e da série She’s Gotta Have It ou Ela Quer Tudo) é brevemente narrado pelo próprio Spike Lee.

Depois de anos de espera… Não, a emissora não mudou de ideia. Mas permitiu que o serviço de streaming norte-americano, Hulu, disponibilize o episódio online. Kenya considerou o feito uma vitória e compartilhou a seguinte carta em seu Instagram:

“Em novembro de 2017, fizemos um episódio de ‘Black-ish’ entitulado ‘Please, Baby, Please.’ Estávamos num ano pós-eleição e chegando ao final de um ano que nos deixou, como muitos americanos, presos em relação ao estado de nosso país e ansioso com seu futuro. Estes sentimentos transbordaram para as páginas, tornando-se 22 minutos dos quais eu tive, e ainda tenho, um orgulho incrível. ‘Please, Baby, Please’ não foi ao ar naquela temporada e, embora muito tenha sido especulado a respeito de seu conteúdo, o episódio nunca foi levado a público… Até agora.

Estou animado em compartilhar que ‘Please, Baby, Please’ está agora disponível no Hulu. Após a retransmissão dos episódios ‘Juneteenth’ e ‘Hope’, pedi para a Walt Disney Television revisitar a ideia de disponibilizar o episódio. Reconhecendo a importância deste momento, eles ouviram e concordaram.

Mal posso esperar para que todo mundo veja esse episódio por conta própria e, como era o caso quase três anos atrás, esperamos que inspire algumas conversas muito necessárias – não só pelo que estávamos sentindo na época ou sobre como isso levou para o lugar que estamos agora, mas conversas sobre para onde queremos que nosso país caminhe e, ainda mais importante, como chegar lá juntos.

Agadeço à ABC por permitir que este momento aconteça. E agradeço à toda a equipe de ‘Black-Ish’ por nunca se intimidar frente às conversas difíceis, fazendo com que contar histórias como essa seja possível.”

Esse teria sido um dos motivos da saída de Kenya da ABC para assinar um contrato milionário com a Netflix. Os serviços da Hulu não estão disponíveis no Brasil até o momento.

Compartilhe

Thais Sena
Thais Senahttps://todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES