fbpx
19.5 C
São Paulo
terça-feira, 07 dezembro 2021
HomeNotíciaJeremy Tardy é retirado de 'Cara Gente Branca'

Jeremy Tardy é retirado de ‘Cara Gente Branca’

O ator acusou a produtora de racismo nas negociações.

Enfim, a ironia. O ator afro-americano Jeremy Tardy compartilhou, através de seu perfil no Facebook, que não fará parte da quarta temporada da série Cara Gente Branca. O motivo? Discriminação racial. Segundo Jeremy Tardy, a Lionsgate, responsável pela produção da série, fez uma oferta para seu trabalho, que foi devolvida com uma contra-proposta, prática comum no ramo. No entanto, enquanto outros atores, brancos, teriam sido bem-sucedidos em suas negociações, o mesmo não ocorreu com Tardy. Confira seu relato completo abaixo:

Ingrid Silva anuncia gravidez em vídeo dirigido por Taís Araújo

“Infelizmente, não vou me juntar à NETFLIX para a quarta e última temporada de Cara Gente Branca em decorrência da minha experiência com a Lionsgate e suas práticas de discriminação racial.

Depois de receber a proposta de voltar para diversos episódios, meu time recebeu uma resposta de que nossa contra-proposta não seria considerada e que a oferta inicial era ‘a melhor e a oferta final’. Essa notícia foi perturbadora porque um dos meus colegas brancos – sendo um verdadeiro aliado – revelou ter recebido a mesma oferta inicial e ter renegociado com uma contra-proposta. Meu time expressou essa questão à Lionsgate e os produtores mantiveram sua posição em que o ator branco pôde renegociar e eu não – independente de meus créditos e experiências.

Com esta informação, seis membros do elenco, eu mesmo incluso, nos reunimos na segunda-feira, 31 de agosto, para recusar as ofertas iniciais de Lionsgate.

Nosso posicionamento era o de nos mover de forma poderosa como uma unidade no processo de negociação e, ainda mais importante, de nos apoiarmos em nossos princípios porque esta não é uma questão puramente monetária. Todos estávamos cientes das notáveis disparidades salariais entre pessoas de cor e nossos colegas brancos nos shows da Netflix e da Lionsgate; então isso tornou tudo escancaradamente óbvio. No entanto, nosso poder de barganha coletivo foi enfraquecido com negociações paralelas e falta de transparência. Essas táticas levaram alguns a aceitarem os acordos antes que o coletivo recebesse um processo de negociação justo e equitativo.

Estas companhias recentemente publicaram declarações e até fizeram doações em apoio ao movimento Black Lives Matter. Eu estou chamando a atenção para suas práticas vergonhosas de discriminação e desigualdade racial em termos de como eles têm historicamente desvalorizado e subestimado pessoas de cor. Discursos politicamente corretos da boca para fora e gestos simbólicos não as absolvem de responsabilidades diárias de fazer negócios de maneira justa e equitativa.

O fato de isso ter ocorrido atrás das cenas de um show que diz endereçar questões de racismo e discriminação sistêmicos exibe o epítome da hipocrisia.

Lionsgate. Netflix. Eu estou te vendo. Nós estamos vendo.”

Depois disso, a Lionsgate fez uma declaração dizendo que a questão com Tardy foi puramente comercial e que está muito comprometida com a equidade de gênero, raça, idade e orientação sexual. Mas sabemos que esta não é a primeira vez que atores negros fazem acusações à Netflix.

ViaBET

Compartilhe

Thais Senahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES