fbpx
19.5 C
São Paulo
terça-feira, 07 dezembro 2021
HomeNotíciaFevereiro: Mês da História Negra, nos EUA

Fevereiro: Mês da História Negra, nos EUA

No Brasil, a Lei Municipal nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, sugeriu a instituição do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência negra, a ser comemorado, anualmente, no dia 20 de novembro, data do falecimento do líder negro Zumbi dos Palmares. Foi assim que nasceu o dia que homenageia a cultura e a história afro-brasileiras, declarado como feriado civil e ponto facultativo em muitos municípios.

Enquanto o país verde-e-amarelo reserva única e exclusivamente uma data à história negra, sendo ainda facultativa, os Estados Unidos destinam um mês de celebração anual sobre as conquistas dos afro-americanos, reafirmando o papel central na história do país mais influente do mundo.

African American Museum, onde alguns dos eventos do Mês da História Negra acontecem. Foto: Reprodução
African American Museum, onde alguns dos eventos do Mês da História Negra acontecem. Foto: Reprodução

Antes do Mês da História Negra, em 1926 foi criada por Carter G. Woodson, filho de ex-escravos, acadêmico e historiador que instituiu, inicialmente, a Semana da História do Negro. A segunda semana de fevereiro foi escolhida como forma de homenagear o presidente Abraham Lincoln e o abolicionista Frederick Douglass, que faziam aniversário no período.

Martin Luther King em seu discurso. Foto: Reprodução
Martin Luther King em seu discurso. Foto: Reprodução

Durante o Movimento por Direitos Civis, na década de 60, Martin Luther King discursou: […] “Agora é hora de sair do vale escuro e desolado da segregação para o caminho iluminado da justiça racial. Agora é hora de retirar a nossa nação das areias movediças da injustiça racial para a sólida rocha da fraternidade. Agora é hora de transformar a justiça em realidade para todos os filhos de Deus. […] Não haverá nem descanso nem tranquilidade na América até o negro adquirir seus direitos como cidadão. Os turbilhões da revolta continuarão a sacudir os alicerces do nosso país até que o resplandecente dia da justiça desponte.”

Foi o sonho desse e de tantos outros homens e mulheres de pele escura que influenciou, em 1976, a instituição de não apenas uma semana, mas um mês destinado à identidade negra. O presidente Gerald R. Ford, ampliou oficialmente, naquele ano, a celebração da ancestralidade. Desde então, ano após ano, o mês de fevereiro escurece o território norte-americano. O dia primeiro nos EUA, por sua vez, é o Dia Nacional da Liberdade, além de precursor do mês que fortalece o legado do povo negro.

 

 

 

Compartilhe

Amanda Sthephaniehttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Preta. Pobre. Poeta. Periférica. Prounista. Filha de Oxum, tem paixão pela palavra e estuda o último ano de Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES