fbpx
19.5 C
São Paulo
sexta-feira, 03 dezembro 2021
HomeNotíciaFãs pedem substituição de estátua racista por estátua de Boseman

Fãs pedem substituição de estátua racista por estátua de Boseman

Petição sugere estátua de Boseman no centro da cidade de Anderson, onde o ator nasceu.

Com a surpresa da morte do ator e produtor Chadwick Boseman, milhares de homenagens surgiram na internet. O anúncio de sua morte foi o tweet mais curtido da história do Twitter. Fãs têm encontrado diversas maneiras de lidar com o luto e uma delas foi uma petição pedindo a substituição de uma estátua confederada por uma de Boseman na cidade de Anderson, na Carolina do Sul, sua cidade natal (para quem não se lembra do que foram os estados confederados, também já falamos brevemente aqui).

Naomi Osaka usa máscara em homenagem às vítimas do racismo

A petição foi criada por DeAndre Weaver, que explica em seu relato ter sido o primeiro aluno negro a se formar no programa de atuação da Universidade de Anderson e que, durante 4 anos, teve que passar pela estátua confederada, localizada em uma praça no centro da cidade, para chegar à universidade. Ele diz: “A princípio, isso não me afetou. Era simplesmente uma estátua. Mas com o passar do tempo e com o ódio em nosso país mais uma vez dando as caras, a estátua se tornou um lembrete de quão pouco progresso atingimos. Enquanto via a desconsagração de vidas negras e dos direitos de americanos negros, a estátua deixou de ser um lembrete do passado para se tornar um aviso sobre o futuro.”

De acordo com a petição, pedidos anteriores de remoção da estátua foram ignorados pois a lei da Carolina do Sul proíbe qualquer alteração em monumentos ligados à tentativa de separação dos estados estadunidenses. Ainda assim, o apelo reforça a excelência de Boseman que, no lançamento de Pantera Negra, alugou um cinema para que o filme fosse exibido gratuitamente, de modo que “meninos e meninas pudessem se inspirar pelo filme sem barreiras financeiras”. O relato diz: “O Sr. Boseman é um herói para esta nação, mas principalmente para a cidade de Anderson.”

Compartilhe

Thais Senahttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Sou professora de inglês, formada em Comércio Exterior, estudante de Pedagogia na Universidade Federal de São Paulo e parte do grupo de Pesquisa Laroyê - Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras. Já atuei como professora voluntária e em projetos populares, fez formação em parceria com a Prefeitura de São Paulo e o Conselho Britânico e há 6 anos atua também na Ebony English, que ensina inglês com cultura negra.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES