19.5 C
São Paulo
quarta-feira, 08 abril 2020
Home Me Representa Erika Januza fala sobre racismo e a relação com o cabelo

Erika Januza fala sobre racismo e a relação com o cabelo

Erika Januza, que vive tenista em “Amor de Mãe”, fala sobre racismo e relação com o cabelo

“As mais tristes lembranças que eu tenho da minha infancia são relacionadas não só à cor da minha pele mas também ao meu cabelo. Meu cabelo sempre foi feio, era cabelo duro, cabelo de bom bril, as piores coisas eu ouvi quando eu era criança”.

Com lágrimas nos olhos, Erika Januza desabafa sobre sua relação com o cabelo crespo ao Jornal Extra, conforme vídeo publicado em seu próprio Instagram.

Não bastasse os atributos racistas durante a infância, recentemente a talentosa atriz cortou os cabelos e recebeu uma chuva de comentários, inclusive nas redes sociais, sobre não estar bonita com o novo visual.

Na entrevista ao Extra, Erika lembra o quanto a decisão do corte fora dos padrões mudou suas percepções. De início, a necessidade de um cabelo liso. Depois de assumir o crespo, a importância dos fios longos. E sempre um padrão imposto.

A artista trouxe à tona ainda a condição de mulher negra preterida, lembrando que sempre foi “a sozinha” e essa relação também pesou sobre sua identidade.

“Meu namorado vai me achar feia”; “minha feminilidade não vai existir mais”; “vão me achar com cara de homem”; “mulher negra já é preterida, e com cabelo curto, então, estarei para escanteio”, desabafou a atriz sobre os pensamentos que a cercaram.

Na legenda de sua publicação, Erika aponta: “alguns dizem ‘outra vez’, eu e tantos outros dizemos ‘ainda’”. A atriz finaliza ainda dizendo que a verdade dói. Mas é a verdade.

E o ecoar de vozes como a de Erika, presente nas telinhas onde antes “ainda” era tão mais difícil, faz a verdade doer ao mesmo tempo que a representatividade tenta cicatrizar. Obrigada, Erika, por trazer à tona uma dor que é nossa. De tantas e tantos de nós.

Confira a entrevista completa: https://m.extra.globo.com/mulher/erika-januza-fala-de-racismo-em-relacionamentos-ficar-escondido-pode-assumir-sao-outros-500-rv1-1-24197402.html

Amanda Sthephaniehttp://www.todosnegrosdomundo.com.br
Preta. Pobre. Poeta. Periférica. Prounista. Filha de Oxum, tem paixão pela palavra e estuda o último ano de Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDAS

Ivy chama Babu de monstro e pede ao público eliminação do ator de ‘presente’

Ivy e Babu discutiram na segunda (6) durante o jogo da discórdia Foto: Reprodução/TV Globo Após...

Continente Africano pode perder 20 milhões de empregos devido ao coronavírus

Além da redução de postos de trabalho, o endividamento e a queda nas remessas são outros problemas que agravarão ainda mais...

Conheça ‘Volupz’, banda formada por mulheres negras plus size

Volupz é composto pelas cariocas Letz, Suzan e Rikki vocaliza a quebra de preconceitos e padrões

Lil Jon divulga música inédita com Usher e Ludacris durante batalha de hits

“Vocês não têm ideia de quantas conversas eu tive sobre essa música", disse Lil Jon Foto: Divulgação

COMENTÁRIOS RECENTES