fbpx
19.5 C
São Paulo
segunda-feira, 04 julho 2022
HomeCinema"Há muito mais na representação positiva de mulheres e homens negros", diz...

“Há muito mais na representação positiva de mulheres e homens negros”, diz Djamila Ribeiro ao anunciar parceria para séries e filmes

Djamila Ribeiro anuncia parceria para produção de filmes e séries com protagonismo e narrativas negras.

Djamila Ribeiro, AFAR Ventures e Casé Fala estão se unindo para trazer ao público brasileiro filmes e séries para as plataformas de streaming e para os estúdios de cinema nos próximos anos.

Por que isso é importante? As respostas, ou melhor, as perguntas não estão tão longe assim. Você já reparou na quantidade de séries que retratam a eficiência policial para resolver crimes? Na vida real, muitas das tecnologias usadas nestas produções não estão acessíveis no dia-a-dia desses profissionais. Ok, sabemos e essa não é uma exclusividade destas produções. Mas será que elas não geram essa falsa impressão de que a polícia sempre sabe o que faz, sempre está bem treinada e preocupada em proteger os “cidadãos de bens” e, portanto, se você foi violentado pela polícia, foi porque você mereceu?

Se pensarmos em gêneros como romance ou comédia romântica, quantas histórias te vem a cabeça estrelando casais pretes plurais, diversos e centrados em questões comuns à pessoas negras?

Hoje em dia, se a gente pensar em terror, todo mundo logo pensa em “Corra”, né? Ou “Nós”. Até um ou outro diferente desses. Será que já não tá bom, considerando que esse gênero nunca dá protagonismo a pessoas pretas e várias vezes somos osp primeiros a morrer na trama? Mas você consegue eleger seu top 5 de filmes de terror com protagonismo negro? Ou esse número está próximo do total de filmes pretos que você conhece?

12 dos melhores filmes negros de terror

Neste momento, por exemplo, em que estamos bem próximos ao Natal, você consegue pensar em 3 filmes de Natal com protagonismo negro? Não estamos falando de um ou dois personagens no meio do filme, não. Famílias pretas, no plural, sendo felizes comemorando o Kwanza? Pois é…

Djamila Ribeiro, AFAR Ventures e Casé Fala: a parceria

Uma escritora, filósofa e empresária, uma empresa de mídia e inteligência de mercado com sede nos Estados Unidos e uma agência de talentos e consultoria em diversidade com sede em São Paulo. Essa é a cara da parceria feita entre Djamila Ribeiro, AFAR Ventures e Casé fala para produzir, nos próximos anos, histórias diversas pensadas a partir do protagonismo negro.

Para a realização dessa parceria as empresas iniciarão o diálogo com as plataformas para apresentar os projetos logo no início de 2022, e a expectativa é desenvolver em torno de dez produções nos próximos anos. Além disso, a partir de janeiro o projeto contará com uma representação em Los Angeles para criar conexões com produtoras, atores e cineastas de Hollywood, por meio da atuação de David A. Wilson, ex-vice Presidente da BET e cofundador da plataforma The Grio.com e sócio da AFAR Ventures. O executivo está de volta aos Estados Unidos, depois de uma temporada no Brasil, com objetivo de acelerar parcerias com esse fim, e já tem reuniões agendadas com os principais players do mercado norte-americano. 

O acordo prevê o desenvolvimento de séries ficcionais, documentários, talk shows e demais produções para cinema, TV e formatos digitais. O objetivo é somar a experiência dos parceiros para a criação de histórias autênticas, inovadoras e diversas.  

O que esperar dessa parceria?

“Queremos levar as histórias negras do Brasil para o mundo. Hoje em dia, quanto mais local e diverso o conteúdo, mais chance ele tem de ganhar uma escala mundial. O mundo quer descobrir o que os afro-brasileiros têm a dizer”, explica David Wilson. “Essa parceria com Djamila Ribeiro é muito importante porque ela é umas das principais intelectuais negras da América Latina, e isso é de uma representatividade imensa”, completa David.    

Para Djamila Ribeiro “é com muita alegria que faço parte dessa união. Há muito mais na representação positiva de mulheres e homens negros do que tem sido feito ao longo dos anos e na atualidade. Por uma série de razões, pessoas negras têm pouco acesso a poder político e econômico nessa indústria. Estamos então entrando para construir um novo capítulo na história do audiovisual brasileiro de projeção internacional” 

A Casé Fala, idealizada por Patrícia Casé e Fabiana Oliva, já vem gerenciando a carreira de Djamila Ribeiro, e também tem uma parceria comercial com AFAR. “O caminho até a produção audiovisual é um caminho natural, por isso, vamos unir a nossa experiência de anos da Casé Comunica na área cultural com a nossa experiência com tema de diversidade que é foco principal da Casé Fala”, conta Patrícia Casé.  

Djamila Ribeiro anuncia parceria com AFAR Ventures e Casé Fala. (Foto: Flavio Teperman)

Sobre Djamila Ribeiro  

Djamila Ribeiro é mestra em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo. É coordenadora do Selo Sueli Carneiro e da Coleção Feminismos Plurais. É autora dos livros “Lugar de Fala” (Selo Sueli Carneiro/Pólen Livros), “Quem tem medo do Feminismo Negro?”, “Pequeno manual antirracista” e “Cartas para Minha Avó” (ambos pela Companhia das Letras). É também professora convidada do departamento de jornalismo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Colunista do jornal Folha de S. Paulo e da revista ELLE Brasil, esteve secretária adjunta de Direitos Humanos de São Paulo em 2016. Foi laureada pelo Prêmio Prince Claus de 2019, concedido pelo Reino dos Países Baixos e considerada pela BBC como uma das 100 mulheres mais influentes do mundo e, em 2021, foi a primeira brasileira a receber o BET International Global Good Award 2021,  conferido a figuras públicas que defendem iniciativas de mudanças sociais. Em 2020, Djamila lançou a plataforma Feminismos Plurais, maior streaming de educação antirracista e feminista do Brasil.

Paulo Rogério e David Wilson, da AFAR Ventures, que está anunciando parceria com Djamila Ribeiro e Casé Fala. (Foto: Reprodução)

Sobre a AFAR Ventures  

AFAR Ventures é uma agência global de diversidade, dados e soluções de mídia especializada em oportunidades em torno dos afrodescendentes nos mercados emergentes.   A empresa  ajuda marcas nacionais, corporações multinacionais e investidores a empoderar e engajar público usando seus dados proprietários, sua plataforma de mídia AFRO.TV e soluções criativas.   A AFAR Ventures aproveita seus fortes relacionamentos globais, pesquisa de dados, criação de conteúdo digital e melhores práticas da América do Norte para desenvolver ideias e estratégias inovadoras para que seus parceiros alcancem este mercado, obtenham lucros e gerem impacto social.  A empresa é composta por empresários e executivos experientes que já lançaram empreendimentos de mídia, lideraram empresas, desenvolveram produtos e identificaram oportunidades de investimento bem-sucedidos em mercados emergentes.  A AFAR Ventures, sob encomenda da Netflix Brasil, co-criou o CoLaboratorio Criativo, um programa intensivo de formação internacional para roteiristas negres. Em dois anos de operação, a iniciativa preparou 28 roteiristas afro-brasileires para serem criadores de séries episódicas para o mercado global de TV e streaming.

Patrícia Casé e Fabiana Oliva, fundadoras da Casé Fala, que já trabalha na agência da carreira de Djamila Ribeiro, anuncia agora parceria entre a filósofa e a AFAR Ventures. (Foto: Reprodução)

Sobre a Casé Fala    

A Casé Fala é uma ponte entre pensadores,  realizadores, empresas e a sociedade civil. O objetivo da marca é o diálogo! Aproximando pessoas, grupos e  desenhando experiências. Palestras, convenções, workshops, vivências, consultoria em diversidade e  sobre novos temas e comportamentos são apenas alguns dos formatos de entrega promovidos para intensificar  o aprendizado entre os clientes, o elenco e outros  especialistas e  convidados. O departamento de diversidade conta com  pensadores e intelectuais renomados e com larga experiência no mercado nacional e internacional.

Compartilhe

- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES