Não Me Representa

Cocielo é a ponta do Iceberg. De onde vem maiores Influenciadores Digitais do Brasil.

Mãe, a senhora anda chocada com seus filhos e filhas que têm soltado falas racistas, homofóbicas e misóginas?Pai, o senhor não entende o comportamento de jovens que têm falando de “mimimi” e “vitimismo” o tempo todo e parecem estar nem aí para questões básicas que afligem a nossa sociedade?

Seu filhos anda soltando a palavra “mito” por aí?

Então eu lhe aconselharia a entender como funciona o enaltecimento a celebridades nas mídias sociais no Brasil.

O YouTube é a maior plataforma de produção de conteúdo audiovisual do mundo e ela tem como alvo principal os jovens.

Dentro do YouTube, que vale lembrar, não é responsável pela produção desses conteúdos hospedados em sua plataforma, um grupo de jovens, em sua maioria brancos, mal educados, mal informados, racistas, homofóbicos, misóginos e que produzem conteúdo sem nenhum compromisso com a verdade, conseguiram muito destaque na plataforma. Mas muito mesmo! Há uma disputa, quanto mais polêmico, mais seguidores, quanto mais seguidores, mais idiota o conteúdo, quanto mais idiota o conteúdo mais dinheiro e patrocínios.

Estão achando que eu estou brincando né? Não estou!

É importante salientar que brancos tiveram mais acesso às tecnologias que permitiram a utilização de novas tecnologias, no início dos anos 2000 e isso permitiu que a plataforma se tornasse branca – numa combinação de tempo, espaço e dinheiro.
Pois bem, o que parecia um conteúdo inocente, se transformou em um dos maiores palcos de letramento dessa geração jovem.

Imagine que esses YouTubers são o que Xuxa, Mara, Angélica e Eliana, eram para nós nos anos 80 e 90.
Um exemplo, foi ali no YouTube que Fernando Holiday, uma adolescente sem nenhuma educação formal sobre questões profundamente debatidas há mais de um século desde a abolição, dentro e fora da academia, transformaram esse ser em vereador que hoje ameaça a cultura na cidade de São Paulo. Um jovem de 17 anos falando mal de negros!

Outro exemplo foi o Nando Moura que é uma das maiores absurdidades no quesito meias verdades e ainda ensina coisas que vão desde o questionamento de fatos irrefutáveis na história assim como outros dizem que o nazismo era de esquerda por conta da palavra socialismo.

Juro aos senhores que  tem sim gente que acredita nisso como se fosse relevante!
Entendeu por que o Bolsonaro hoje faz sucesso entre seus filhos e os amiguinhos deles? Eles estão sendo emburrecidos com a desculpa de entretenimento livre!

Resumo: As redes sociais são abertas para todo mundo e dão palco para conteúdo de péssima qualidade ser colocado nas redes sociais e ele é travestido de informação para as massas.

O grande problema é que esses „professores“ informais, se tornaram os grandes influenciadores digitais do nosso país e hoje estamos vivendo em uma sociedade que piorou bastante no quesito Tolerância. Isso por que o conteúdo que os jovens consomem é ruim.

Julio Cocielo que é racista! Felipe Neto que ensinou seu filho mandar todo mundo tomar naquele lugar quando era adolescente, Kéfera que falava palavrão a cada 5 minutos simplesmente para parecer “cool”.

Como reconhecimento pelo deserviço que prestam, esses influenciadores digitais ganham muito dinheiro, para levar o nome de marcas famosos e fazer seus filhos acreditar que esse é o caminho certo!

A idiotização da sociedade brasileira, está acontecendo em ritmo acelerado nas redes sociais e com o apoio das maiores empresas do Brasil, que pensando somente nos números estratosféricos, se esquece de checar que esses números se dão pelo vazio no campo das ideias.

Elas ajudam a alimentar o monstro.

Quando a senhora ler sobre YouTubers brancos famozinhos, pegue seu óculos e assista uns 3 vídeos e se surpreenda seu filho e sua filha e pergute se pode assistir o canal com eles. Esses jovens estao passando horas e horas consumindo produto que no final, veja a senhora, é incrivelmente ruim.

Existem YouTubers muito bons, com conteúdo interessante, mas se a senhora for olhar os que mais lucram, vai cair pra trás com as asneiras que esses seres estão introjetando na cabeça dos seus filhos.

Fica a Dica, O Bolsonaro é um fator de combinações improváveis que passam pela TV que o seu filho assiste e a TV dos anos de 2010s é o YouTube. Diferentemente da TV tradicional, que a senhora sabia os horários e os programas, ali quem esta ganhando mais é quem está emburrecendo e deseducando primeiro.

Por isso em 2018, nós estamos tendo que ajudar seus filhos a entenderem o que a senhora já sabia: Racismo é crime e Bullying não é legal.
Mas se as marcas dão troféu para quem pratica esse tipo de coisa, como evitar que uma geração inteira pare de achar graça na comiseração alheia?

Então…

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Redação TNM
Load More In Não Me Representa

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Cacau Protásio é vítima de racismo e gordofobia

Durante a gravação de uma cena do filme ...

Facebook

Newsletter