fbpx
19.5 C
São Paulo
sábado, 02 julho 2022
HomeNotícia"Bonecas Pretas": clipe reivindica representatividade para crianças negras

“Bonecas Pretas”: clipe reivindica representatividade para crianças negras

“Bonecas Pretas”, novo clipe de Larissa Luz, começa com uma notícia alarmante no ‘Jornal Luz’: bonecas pretas sendo vendidas nas lojas de Salvador. Durante entrevista com uma jornalista, um pai afirma não ter conseguido comprar o brinquedo, devido à grande demanda de quem busca representatividade. Ele afirma ainda que espera, no final de 2018, adquirir uma boneca que se pareça com sua filha.

A crítica de Larissa Luz à estética opressora, no clipe, vem a partir da ocupação das vitrines, ao mesmo tempo que faz alusão à representatividade que as bonecas pretas trazem, quando três meninas negras se aproximam e ficam, imediatamente, impressionadas com a proximidade entre suas feições. Uma das meninas coloca sua mão na mesma direção que a mão de Larissa – que representa uma boneca -, separadas apenas pelo vidro que não pode anular tudo o que têm em comum.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Através da letra a cantora cita ainda outros meios de padronização que excluem negros: jornais, revistas, mídias virtuais. Com o refrão “procuram-se bonecas pretas, procura-se representação”, retratado no clipe por meio do esvaziamento de caixas na procura pelas bonecas, Larissa Luz reitera a ausência de produtos que gerem auto-aceitação.

A baiana Larissa Luz, que foi indicada ao Grammy Latino 2016, reivindica nesse novo som de trabalho o fim da padronização estética pautada no sistema escravocrata, que reflete ainda hoje sobre a pele preta. Inclusive, sobre a pele preta das crianças.

 

Compartilhe

Amanda Sthephanie
Amanda Sthephaniehttps://todosnegrosdomundo.com.br
Preta. Pobre. Poeta. Periférica. Prounista. Filha de Oxum, tem paixão pela palavra e estuda o último ano de Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES