Música

BiXop traduz documentário para lembrar que House Music é preta

Já falamos de BiXop aqui antes. O estadunidense, que hoje vive em São Paulo, aprendeu português ouvindo o nosso rap nacional, pelo qual se apaixonou.

Mas a troca não para por aí. Em solo brasileiro, nesta semana, o artista traduziu um documentário sobre House Music em colaboração à desconstrução da ideia de que o estilo nada mais é que música de branco.

BiXop explicou que no Brasil tem percebido esta confusão com muita frequência. “Traduzi este documentário sobre as origens de House Music. Eu percebi que aqui no Brasil house music é “música de boy, ou “música europeia”‘, mas assistindo o doc a gente vê que isso é errado.. igual rock, blues, jazz, hip hop, soul R&B, techno, House music é uma invenção de pretos da quebrada. Infelizmente os produtores de house que começarem o gênero nem sabiam que as músicas deles estavam chegando atê Europa, mas foi tarde demais, assinaram contratos e abriram mão dos diretos autorais sem nem saber :(. Então quando você ouve música house, entende que tem td uma história por trás. (inscreve no canal no youtube para ver mais traduções legais)!!”

Confira a tradução do documentário “I Was There When House Took Over the World”:

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Amanda Sthephanie
Load More In Música

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

“A Mulher do Fim do Mundo”, de Elza Soares, é eleito o melhor disco da década

Capa do disco “A Mulher do Fim do ...

Facebook

Newsletter