fbpx
19.5 C
São Paulo
terça-feira, 16 agosto 2022
HomeNotíciaBisneta de Madam C. J. Walker critica série da Netflix sobre a...

Bisneta de Madam C. J. Walker critica série da Netflix sobre a vida da primeira negra milionária dos EUA

A bisneta de Madam C. J. Walker, Lelia Bundles, teceu várias críticas à série da Netflix que é inspirada em sua bisavó. A ex chefe do escritório da ABC News escreveu ‘On Her Own Ground: The Life and Times of Madame C.J. Walker’, no qual a minissérie de sucesso é vagamente baseada.

Mas, de acordo com a revista Essence, em um artigo enviado ao ‘The Undefeated’, Bundles revelou que não teve tanta contribuição no desenvolvimento da série quanto teria preferido para apresentar adequadamente sua bisavó e seu legado aos telespectadores.

“Quando finalmente recebi o roteiro do episódio um, na primavera de 2019, fiquei chocado. O que eu esperava que me impressionasse me fez estremecer. Partiu meu coração também. Eu estava esperando por ‘Estrelas Além do Tempo’. Ao invés disso, ‘The Real Housewives of Atlanta’ estava me encarando de volta da página”, escreveu Bundles.

“Por mais de três anos, eu fiquei numa valsa enquanto meu material baseado em fatos reais e de não-ficção foi traduzido de livro para filme por roteiristas cujas visões, objetivos e sensibilidades eram com frequência bastante diferentes dos meus”, continuou.

Em sua longa crítica à série, Bundles revelou ainda que foi “excluída das conversas sobre o desenvolvimento da história e de reuniões críticas entre a Warner Bros. e a Netflix. As questões que incomodaram muitos críticos também me incomodaram. Mas como meu contrato com a Warner Bros. me concedeu “revisão do roteiro”, e não aprovação de roteiro, não havia obrigação de que a equipe de produção incorporasse minhas sugestões “.

Bundles terminou seu artigo dizendo que estava quase terminando de completar uma biografia sobre a filha de Madame Walker, A’Lelia Walker, chamada The Joy Goddess of Harlem [A Deusa da Alegria do Harlem, em tradução livre], no próximo ano, que ela espera que possa ser adaptada à tela também – mas com cuidado.

Com informações – Revista Essence

Colaborou com a reportagem – Thaís Sena

Compartilhe

- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES