fbpx
19.5 C
São Paulo
terça-feira, 18 janeiro 2022
HomeEducaçãoAza Njeri ministrará curso “Matriarcado Africana perspectivas Pluriversais”

Aza Njeri ministrará curso “Matriarcado Africana perspectivas Pluriversais”

Aza Njeri é doutora em Literaturas Africanas/UFRJ, pós-doutora em Filosofia Africana/UFRJ, coordena o Núcleo de Estudos Geracionais sobre Raça, Arte, Religião e História do Laboratório de História das Experiências Religiosas/UFRJ e o Núcleo de Filosofia Política Africana do Laboratório Geru Maa/UFRJ.

Começa hoje curso gratuito de Planejamento de Carreira para artistas negras promovido pela Agência Iyabá

No dia 12 de dezembro ela ministrará o curso “Matriarcado Africana perspectivas Pluriversais”. Ele reflete sobre o matriarcado africano e afrodiaspórico como caminho de resistência, permanência, continuidade e humanidade.

“Em movimento de Sankofa, percorreremos o matriarcado enquanto valor afro-civilizatório alinhado à perspectiva do mulherismo africana e com foco em história, filosofia, cultura, literatura e artes”, destacou Aza.

Aza Njeri é doutora em Literaturas Africanas/UFRJ, pós-doutora em Filosofia Africana/UFRJ,  coordena o Núcleo de Estudos Geracionais sobre Raça, Arte, Religião e História do Laboratório de História das Experiências Religiosas/UFRJ e o Núcleo de Filosofia Política Africana do Laboratório Geru Maa/UFRJ. É professora  nos cursos de graduação e pós-graduação de Engenharia e Psicologia na Universidade Geraldo Di Biasi/Campi Nova Iguaçu.

Ela é professora de Filosofia Africana na pós graduação em História da África no Instituto Pretos de Pesquisa e Memória Pretos Novos/RJ.  Sua produção acadêmica é focada em estudos de África e Afrodiáspora no que tange cultura, história, literatura, filosofia, teatro, artes e mulherismo africana. Desenvolve trabalho de interface e crítica teatral e literária, com artigos críticos publicados em sua coluna semanal no site Rio Encena e na coluna quinzenal no Blog.G, além de integrar o premiado Segunda Black, o Grupo Emú e o Fórum de Performance Negra-RJ.

Enquanto artista trabalha a palavra como organismo vivo, tanto em seus poemas que integram a obra Rasgos (2017), quanto nas performances visuais que produz e nos seus textos dramatúrgicos. Em breve lançará seu primeiro livro infantil baseada na Arte de Acender o Sol do Outro, perspectiva filosófica que desenvolve a partir da filosofia africana bacongo. Ela possui um canal de divulgação científica sobre África e Afrodiáspora no YouTube.

Compartilhe

Vinícius Gonçalves
Geminiano, viciado em tecnologia, filmes de terror e cinema.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES