fbpx
19.5 C
São Paulo
segunda-feira, 06 dezembro 2021
HomeMúsicaRavih traz afrobeat e resiliência negra no seu single de estreia, “Lanterna”

Ravih traz afrobeat e resiliência negra no seu single de estreia, “Lanterna”

Ravih é nascido e criado em Parelheiros, bairro do sul de São Paulo, e não é de hoje que a música é sua ferramenta de trabalho. Incentivado pelos pais, começou a dedilhar instrumentos aos 11 anos, o que lhe rende uma boa base como compositor e cantor agora que faz sua estreia solo.

Uma reflexão sobre “Procuro Alguém”

Para ele, que também é multi-instrumentista, a música é móvel e está aí para ser experimentada. Sem se inibir a estilos que possam colocá-lo numa bolha, Ravih busca trazer o que a música pede naturalmente, ora romantismo, ora consciência social, bases mais cheias ou mais minimalistas, às vezes house, R&B e até folk alternativo.

Neste primeiro single, “Lanterna”, ele se empodera com a batida do afrobeat, pano de fundo para a mensagem que quer passar sobre a força negra, a resiliência. O lançamento vem proposital neste 20 de novembro, celebrado Dia da Consciência Negra, força e história de Zumbi dos Palmares, influência direta no pensamento do músico e sua auto-educação sobre raça, classe e negritude.

O assunto é forte mas consegue ser abordado com a aura leve, talvez trazida pelas cores predominantemente primárias do vídeo ou pela natureza usada como cenário. Ravih complementa a ideia do clipe dizendo:

“Meu personagem chega ao paraíso dos jovens negros sem entender bem onde ele está até que encontra com sua versão mais nova, que o “ilumina” e o faz lembrar como ele morreu: atingido por uma bala ‘perdida’ enquanto voltava do trabalho numa obra, referência ao caso de Joilson Pereira e tantos outros pretos que foram ‘confundidos’. No final do clipe, meu personagem não morre, ele já está morto e apenas revive a cena em sua memória. No paraíso tem um total de nove pessoas, contando eu, as crianças e a dançarina, simbolizando os mortos do massacre de Paraisópolis. É por isso que as crianças e a menina dançam. O capacete com a lanterna é um símbolo de resiliência, complementar à letra, no sentido de algo que pode se apagar mas ser recarregado.”

O single será lançado no dia 20/11 e você pode salvar ele para escutar em primeira mão clicando aqui.

Compartilhe

Vinícius Gonçalves
Geminiano, viciado em tecnologia, filmes de terror e cinema.
- Advertisment -
- Advertisment -

MAIS LIDAS

COMENTÁRIOS RECENTES