Militância

Solange Knowles afirma ser feminista interseccional

Foto: Reprodução/Mark Sullivan

Foto: Reprodução/Mark Sullivan

Irmã de Beyoncé, Solange Knowles é cantora, compositora, DJ, dançarina, atriz, modelo e feminista. É, feminismo não é profissão, mas vale lembrar que, num mundo onde Queen B é o foco, a caçula também é referência de luta. Em entrevista à edição de abril da revista Bust, Solange abordou, dentre outras questões, o protagonismo das mulheres, se definindo como uma “orgulhosa feminista negra”.

A cantora de 30 anos revelou ser adepta do feminismo interseccional, vertente que se refere à visão de que as mulheres são submetidas a diferentes opressões, em variados graus e intensidades, com influência dos sistemas sociais como raça, gênero, classe, etnia, dentre outros aspectos. O termo, criado em 1989 por uma professora norte-americana, abrange inclusive as mulheres LGBTQ, conforme a própria Solange cita:

Sou uma feminista que não só quer ouvir o termo interseccionalidade, mas também senti-lo, e ver a evolução do que o feminismo interseccional pode realmente alcançar. Quero que os direitos das mulheres sejam igualmente honrados, elevados e ouvidos, mas quero nos ver lutando por todas as mulheres – mulheres de cor, nossas irmãs LGBTQ, nossas irmãs muçulmanas.

 

 


 

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Amanda Sthephanie
Load More In Militância

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Universitário negro é suspenso pela luta por cotas na Unicamp

As universidades no Brasil, públicas ou privadas, são ...