Sem categoria

Primeiro concurso de beleza com júri de robos não gosta de cor de pele negra

O primeiro concurso de beleza com júri composto de “máquinas” ou, em termo mais adequado, de “inteligência artificial”, o Beauty A.I 2.0, foi criado para excluir a subjetividade da escolha do que é belo. A ideia era a imparcialidade e total neutralidade, para julgar apenas aspectos como a simetria do rosto e marcas de expressão. Quase 6000 pessoas em mais de 100 países enviaram fotos para análise destes algoritmos – os algoritmos são sequências lógicas que são inseridas nestes sistemas, para que haja uma avaliação do robô, baseada nestas informações.

Página principal do concurso de beleza de inteligência artificial Imagem: website Beauty A.I 2.0

Quando o resultado foi divulgado, os cientistas chegaram à conclusão de que, dos 44 ganhadores, somente 1 era negro, ou melhor, negra: Sheri Eastman, de 46 anos, foi uma das ganhadoras do concurso na faixa etária dos 40 aos 49 anos.

A resposta oficial dada pelo cientista-chefe do concurso, Alex Zhavoronk, é de que somente 1% dos participantes eram negros e 7% indianos, o que impossibilitou a escolha de mais negros, por conta da pouca oferta de concorrentes de pele escura. A equipe responsável também não aceita a versão de que os dados inseridos para base de análise, deste tipo de inteligência, são racistas.

Com o Google, que usa como ferramenta de busca as sugestões de palavras que damos todos os dias, é notória a preferência por indivíduos de pele clara, ou por um contexto que não envolva a raça negra.

Nós, negros, sabemos o que os seres humanos reais nos oferecem de desafios. Se os robôs terão funções semelhantes às nossas, no futuro, e o ser humano é a base de orientação, os preconceitos vão se repetir.

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By TNM
Load More In Sem categoria

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Netflix faz clipe com ícones do Hip-Hop no Brasil para divulgar The Get Down

Em The Get Down, Ezekiel “Books” Figuero faz ...