Educação

Meditação melhora comportamento de alunos, em escola de Baltimore

Foto: Reprodução/Divulgação

Foto: Reprodução/Divulgação

Criança tem energia de sobra e nem sempre consegue gastar. Às vezes, a hiperatividade pode gerar mal comportamento na sala de aula, quando é necessário concentração. Quando o aluno passa a interferir no ritmo de aula, geralmente é punido através de advertências que, cada vez mais, têm se mostrado pouco eficientes.

Com base nisso, uma escola de Baltimore, cidade caracterizada pela tensão racial que separa negros e brancos e pelos múltiplos problemas sociais, desenvolveu um novo método para acalmar os alunos: meditação. Robert W. Coleman, a escola primária, convida os alunos, que tradicionalmente seriam castigados, a refletirem sobre suas ações numa sala aconchegante, com almofadas e luminárias, onde o aluno realiza atividades de respiração e meditação.

A ideia é que as crianças se tranquilizem e reflitam, antes que seja discutido o motivo pela qual precisaram utilizar o novo método. A sala, no entanto, não é utilizada apenas por quem apresenta mal comportamento. A escola tem como grade aulas de yoga realizadas no mesmo espaço, também com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos educandos.

Foto: Reprodução/Divulgação

Foto: Reprodução/Divulgação

A partir dessa e de outras metodologias, como o ensino sobre meio ambiente e agricultura, o nível de suspensão, punição e expulsão foram, por enquanto, erradicados. O objetivo é que os alunos transfiram para fora do espaço escolar a meditação, de forma que as pessoas, aos poucos, amenizem as dificuldades sociais acentuadas a partir do equilíbrio ao saber lidar com elas. Que novas escolas, nos EUA e em todo o mundo, invistam métodos que salvam, não que oprimem para transformar a vida das crianças, principalmente que já convivem no contexto de vulnerabilidade.

 

 

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Amanda Sthephanie
Load More In Educação

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Unifesp oferece curso sobre Racismo e Saúde Mental

Vamos começar esta matéria com a seguinte pergunta: ...

Facebook

Newsletter