Esporte

LeBron James: Da infância pobre até o olimpo da NBA

 

Foto:Reprodução/Mademan

Foto:Reprodução/Mademan

Na história da humanidade algumas pessoas tiveram feitos tão memoráveis que deixaram seus nomes marcados para sempre, tornando-se lendas. São considerados sortudos aqueles que puderam ver Jimmi Hendrix tocar, Pele jogar e Michael Jackson encantar o mundo com o Thriller e sua dança.Mas e hoje, existe alguém que seja digno do rotulo de lendário? Bem, se você já ouviu falar num tal jogador de basquete chamado LeBron James, aqui está o aviso: Ele é uma lenda viva, em nosso tempo.

Nascido em uma das regiões mais pobres do Estados Unidos, LeBron foi criado em Akron, estado de Ohio. Sua mãe, Gloria James, tinha apenas 16 anos quando lhe deu à luz, posteriormente criando-o sozinha, já que o pai não tinha interesse em cuidar do bebê e da pequena família. A vida era difícil, o menino e a mãe se mudavam constantemente e eram guiados pelas ofertas de emprego que surgiam no extremo sul da cidade de  Cleveland. Mesmo trabalhando em diversos empregos, Gloria conseguiu manter o menino afastado da criminalidade que rondava o bairro, e numa tentativa de distrair o filho das coisas erradas,ela lhe deu uma bola de basquete.

Precoce, ele ficava horas e mais horas batendo bola nas quadras do bairro e começava a chamar atenção na vizinhança. Forte e ágil, James era diferente,e parecia ter um dom natural para o esporte, inclusive foi nessa época que ele foi estudar na St. Mary High School. Tímido e sentindo-se deslocado, muito por conta de ser pobre e não ter “roupas maneiras”, ele via nas quadras uma fulga, onde não importaria se tivesse dinheiro, roupas caras e etc. E num espaço de tempo muito curto, o menino  se tornou um astro na escola e  também no estado,sendo posteriormente  premiado como Ohio Mr. Basketball por três anos seguidos.

A mídia americana estava encantada pelo talento do jovem James, inclusive apontavam ele como futura primeira escolha do Draft (Onde times da NBA podem recrutar jovens talentos). LeBron era o jogador número um do país e segundo especialistas, seria escolhido pelo time de sua cidade, o Cleveland Cavaliers, que tinha a pior campanha da NBA. E de fato, isso aconteceu.

Foto:Reprodução/Pinterest

Foto:Reprodução/Pinterest

É muito comum que a primeira escolha chame a atenção de grandes marcas esportivas, com James não foi diferente. A nike, uma das maiores empresas do planeta, ofereceu um contrato na casa de 90 milhões de dólares e o número um do draft aceitou. Quando o campeonato começou, as especulações sobre ele,viraram certezas e o novato terminou a temporada regular com médias de 20 pontos,5,9 assistências e 5,5 rebotes por jogo, sendo eleito Calouro do ano, além de se tornar um dos três jogadores mais jovens a terem média de pelo menos 20 pontos por jogo no ano de estreia.

Dali em diante ele foi evoluindo absurdamente. Na temporada seguinte os momentos de gênio se tornaram mais frequentes, como quando marcou 56 pontos num jogo contra o Toronto Raptors ou também no All Star Game, jogo que reúne os melhores atletas de cada conferência da liga (Leste e Oeste), o qual ele foi eleito MVP (Jogador Mais Valioso). Porém o Cleveland não se classificou para os playoffs (Fase final da liga).

Na temporada de 2007 ele enfim conseguiu o feito, e foi além, carregando seu time para a final da NBA contra o San Antonio Spurs, que venceu a série em 4 jogos. Mas uma coisa estava correta e provada: LeBron não era apenas uma promessa.

-Melhor Jogador da Liga (MVP)

Foto:Reprodução/Reference.com

Foto:Reprodução/Reference.com

Na temporada de 2008-2009 James teve um salto na carreira. Seu time percebia que não poderia contar apenas com altas performances dele para ganhar os jogos, então reforçaram o elenco e como resultado LeBron foi eleito o Jogador Mais valioso (MVP), pela primeira vez na carreira. O time estava embalado e chegaram novamente nas finais de conferência, no entanto foram eliminados pelo Orlando Magic. Naquele ano o campeão foi o Los Angeles Lakers, liderados pelo super astro Kobe Bryant.

Em 2009-2010 James foi eleito MVP novamente e seu time chegava aos playoffs embalado, no entanto foram eliminados pelo Boston Celtics. Esse acontecimento mudaria a vida do jogador  totalmente.

-The decision “A decisão”

Em 2010, James era agente livre e isso significava que poderia negociar e trocar de time sem qualquer problema. Gigantes da liga como New York Knicks e o Chicago Bulls mostraram interesse em contar com ele, a mídia estava tão ansiosa sobre sua decisão, que os agentes do jogador criaram uma série de televisão para narrar o processo todo, chamada “A decisão”. Como a publicidade e audiência do projeto eram altas, LeBron movimentou cerca de 6 milhões de dólares com a produção. Nos EUA é comum que além do time, o jogador seja simbolo da cidade, a conexão entre os três é muito forte, e quando LeBron anunciou que se juntaria ao Miami Heat, para jogar com os astros Dwyane Wade e Chris Bosh, ele foi chamado de traidor e teve suas camisas queimadas por multidões de torcedores do Cleveland.

-The Big 3

Foto:Reprodução/Next Impulse Sports

Foto:Reprodução/Next Impulse Sports

Uma frase resume esse momento da carreira do jogador: “Ganhar um anel de campeão”. Não bastava ser eleito MVP, ter médias espetaculares e não ser campeão, e definitivamente por este motivo o jogador foi para o Miami, time que contava com um elenco forte e também tinha um amigo pessoal de James no elenco, o qual já foi campeão da liga inclusive, chamado Dwyane Wade.

Na primeira temporada, em 2010-2011 o Miami mostrou que sim, essa união funcionaria. Com uma  ótima campanha na temporada regular e explorando o Big 3, eles se classificaram para a fase final da liga em segundo lugar. Avançaram até as finais de conferência, onde bateram o Chicago Bulls, que tinha o melhor jogador do ano no elenco, Derrick Rose. Porém na grande final da liga, acabaram perdendo para o Dallas Mavericks, e James teve uma das piores médias da carreira, com 17 pontos na série. A mídia criticou demais o astro, tanto sua posição enquanto jogador e tanto como pessoa, LeBron falava demais na mídia. Mas como ele mesmo disse após a série, “É depois de uma surra que a revanche fica divertida”.

Passando as ferias em treinamento, James voltou mais focado do que nunca e levou seu time de volta as finais, mas dessa vez a história tinha mais fatores positivos: O terceiro premio de MVP da temporada regular. Como adversário eles pegariam o Oklahoma City Thunder, dos jovens Kevin Durant e Russell Westbrook, que não foi páreo para o Miami. Sendo assim, LeBron FINALMENTE ERA CAMPEÃO!  No ano seguinte ele ganhou a liga novamente e foi eleito MVP de novo, ficando no Miami até a temporada de 2014, quando acabou perdendo o titulo para o San Antonio Spurs.

-A volta para casa e o nascimento de uma lenda

Ele queria novos ares, e melhor que isso, “queria ganhar em casa”. James voltou para sua cidade natal na temporada 2014-2015 e seria jogador do Cleveland Cavaliers. A pressão seria menor? Definitivamente não. Juntamente com sua volta, se iniciava uma nova era no time, que contava com o jovem craque Kryie Irving e o recém chegado Kevin Love. O time era promissor, e James fez a promessa para a cidade: “Voltei para ser campeão”! Mas isso não aconteceu no primeiro, pois eles perderam para o Golden State Warriors, do craque Steph Curry (Marque esse nome).

Criticado pela mídia, o astro não se abateu, LeBron é daquelas pessoas que não desiste enquanto não alcança o objetivo e isso veio na temporada seguinte. Os Cavaliers chegaram embalados e novamente o adversário era o Golden State, melhor time da temporada, tendo perdido apenas 9 jogos em 82 confrontos, além de bater o recorde de vitorias do histórico Chicago Bulls de Michael Jordan. Numa das séries mais loucas da NBA, o Cleveland chegou a perder por 3 a 1, e muitos apontavam a derrota como certa . Mas quem tem LeBron tem fé,não é? Nas costas do astro, o time virou a série e se sagrou campeão no jogo 7, contando com uma partida memorável de James, que foi nomeado MVP das finais, fazendo  história, pois esse era o primeiro titulo do time de sua cidade natal: A promessa estava cumprida!

Essa temporada da NBA a final é a mesma, Cleveland Cavaliers contra Golden State Warriors. Lembra do Steph Curry, citado acima? O time dele vem com tudo, e a liga está vendo uma rivalidade entre os dois times sendo desenhada pelos astros. LeBron chegou a sua sétima final consecutiva e superou o mito  Michael Jordan em número de pontos nos playoffs, tornando-se o maior pontuador da história da NBA na pós temporada.

Foto:Reprodução/Cavs Nation

Foto:Reprodução/Cavs Nation

Definitivamente ele não é mais apenas um astro, ele é uma lenda do esporte atual, sortudos são os que podem acompanha-lo.Um dia se lhe perguntarem sobre lendas e personalidades inesquecíveis, pode afirmar com toda a certeza do mundo: Eu vivi na época de LeBron James! 

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Brian Alan Parris Reis
Load More In Esporte

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Jogador negro sofre racismo na Itália

Estamos cansados dos ataques racistas que jogadores negros ...