Notícia

Jay-Z critica o nível de desemprego entre negros e negras nos EUA

Durante uma entrevista concedida ao CNN, no último sábado, na estreia do programa “The Van Jones Show”, Jay-Z criticou a expressão utilizada por Donald Trump para se referir aos países africanos e ao Haiti – “países de merda”. Além de atacar o comportamento como “decepcionante e doloroso”, o artista aproveitou para cutucar uma ferida antiga: os níveis de desemprego que atingem os negros nos Estados Unidos.

O entrevistador, Van Jones, perguntou ao rapper sobre as políticas de Trump, Jay-Z declarou que se as acusações racistas continuam é porque a situação não está boa, afirmando que no fim das contas não falamos somente de dinheiro: “Voltamos à discussão – ‘trate-me pessimamente e me pague bem’, disse.

A resposta veio rápido – e pelo Twitter, provavelmente o preferido meio de comunicação do presidente norte-americano. “Alguém por favor informe Jay-Z que por conta de minhas políticas, o nível desemprego de negros acabou de ser indicado como o menor jamais registrado!”, avisou o líder aos seus seguidores.

Após o tweet de Donald Trump, Van Jones defendeu que alguém deveria avisar Trump de que Jay-Z sabe sobre o nível de desemprego entre negros e negras nos Estados Unidos. Questionado durante a cerimônia de entrega do Grammy, no último domingo, sobre o acontecido, o produtor de Jay-Z declarou que a troca de pontos de vista é necessária.

Dada as farpas, o “New York Times” averiguou a afirmação sobre desemprego. O número realmente diminuiu, mas a queda é constante desde 2010, o que indica resultado das políticas e estratégias da administração Obama. Em agosto de 2011, a porcentagem de negros desempregados era de 16,4% e, em janeiro de 2017, de 7,8%.

 

 

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Amanda Sthephanie
Load More In Notícia

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Taís Araújo vibra em Angola ao lado de Pérola

Ao lado de Lázaro Ramos e Luís Miranda, ...