Agenda

Bloco da BATEKOO invade o carnaval de São Paulo

 

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

Tem gente que adora pular carnaval, mas não suporta quem se fantasia com blackface, cabelo crespo, rosto pintado de índio, muito menos quem dispensa seu machismo, racismo, misoginia e LGBTTfobia. Isso tudo sem contar com o assédio. Pois é, o bloco de carnaval da BATEKOO já deixa explícito: isso não será tolerado. Portanto, essa é sua chance de botar a cara no sol e curtir um pouquinho.

BATEKOO é um movimento de expressão a partir da dança, da música, do corpo, da pele preta, do suor, da liberdade corporal e sexual, da cultura negra, periférica e urbana, além do empoderamento coletivo e representatividade preta dentro de qualquer espaço, é o que diz a descrição do facebook. As festas realizadas se tornaram um ícone de libertação ao estimular um espaço democrático que tem ganhado espaço não só em São Paulo, mas também no Rio de Janeiro e em Salvador.

Rap, Hip Hop, Funk, R&B, Trap, Twerk são alguns dos ritmos que embalam os encontros marcados pela melanina. Com CARNAKOO, o Bloco da BATEKOO, vai às ruas no próximo sábado (25), e já deixou um recadinho a quem quer oKOOpar:

Vai ter melanina suada e sarrante nesse carnaval SYM!

Criamos um bloco de Carnaval da BATEKOO com objetivo de oKOOpar as ruas do centro de SP com nossos corpos amelaninades, cheios de glitter e purpurina, pra gente ferver gostosinho nesse sururu carnavalesco. Além do nosso AFROFERVO, a proposta do bloco é também enegrecer a cena de blocos de Carnaval Paulistano que não respeita nossos corpos negros e não compreendem o conceito de apropriação cultural.

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

A META DO CARNAKOO É:

– Sarrar gostosinho como se não houvesse quarta feira de cinzas;
– Sarrar gostosinho pra melanina suar e brilhar no sol;
– Sarrar com o KOO pro alto, no meio da rua, pra gente raspar a placa no asfalto com estilo;
– Sarrar de um jeitinho bem sarrante;
– Sarrar. Só sarrar.

Lembrando que no CARNAKOO – Bloco da BATEKOO @25/02 não toleramos nenhum tipo de racismo (principalmente black face, branco com peruca de cabelo crespo etc), misoginia, machismo, LGBTTofobia e assédio!

Ficha técnica:
Filmagem e edição: Leandro Caproni / Sem Cortes Filmes / http://www.semcortesfilmes.com/
Dançarinas e dançarino: Renata Prado, Juliana Andrade e Eric Oliveira
Música: MC 2K ft. Kelela – Rewind Patricinha (DJ Ferreira)

Evento: https://www.facebook.com/events/1830759263849355/

Que maravilha, não?

 

Compartilhe esta notícia
Load More Related Articles
Load More By Amanda Sthephanie
Load More In Agenda

Facebook Comments

deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Além disso, verifique

Cia. Sansacroma comemora 15 anos com atividades no Sesc

Criada em 2002 por Gal Martins, atriz, dançarina ...